Bancos centrais aceleram alta do iuan, enquanto reduzem carteiras em dólares e euros

Quase um terço dos bancos centrais planejam adicionar o iuan chinês a seus ativos de reserva, enquanto 20% planejam reduzir suas carteiras em dólares dos Estados Unidos nos próximos 12 a 24 meses

www.brasil247.com - Notas de iuan
Notas de iuan (Foto: REUTERS/Kim Kyung-Hoon)


Por Marc Jones (Reuters) – O iuan chinês está em vias de se tornar uma parte muito mais influente do sistema financeiro mundial, com quase um terço dos bancos centrais planejando adicionar a moeda a seus ativos de reserva, mostrou uma pesquisa nesta quarta-feira.

A pesquisa ‘Investidores Públicos Globais’, publicada anualmente pelo instituto OMFIF, com sede em Londres, mostrou que 30% dos bancos centrais planejam aumentar as posições em iuanes nos próximos 12 a 24 meses, em comparação com apenas 10% no ano passado.

Outras descobertas notáveis do relatório mostraram que 75% dos bancos centrais agora pensam que a política monetária está exercendo influência excessiva nos mercados financeiros, embora apenas 42% achem que essas políticas precisam ser ativamente reconsideradas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nítido contraste com o iuan, 20% dos bancos centrais planejam reduzir suas carteiras em dólares dos Estados Unidos nos próximos 12 a 24 meses, 18% planejam reduzir suas participações em euros e 14% querem cortar suas posições em dívida soberana da zona do euro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email