Bank of America diz que dólar pode chegar a R$ 5,50 após eleições

O Bank of America Merrill Lynch avalia que a incerteza eleitoral referente às eleições de outubro e a disputa comercial entre os Estados Unidos, China e União Europeia deverão elevar o dólar para o patamar de R$ 5,50, no pior cenário projetado pela instituição; na melhor das hipóteses, segundo o banco, o dólar chegará ao final deste exercício a R$ 3,65, contra R$ 3,52 da projeção anterior

Bank of America diz que dólar pode chegar a R$ 5,50 após eleições
Bank of America diz que dólar pode chegar a R$ 5,50 após eleições (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)

247 - O Bank of America Merrill Lynch avalia que a incerteza eleitoral referente às eleições de outubro e a disputa comercial entre os Estados Unidos, China e União Europeia deverão elevar o dólar para o patamar de R$ 5,50, no pior cenário projetado pela instituição. Na melhor das hipóteses, segundo o banco, o dólar chegará ao final deste exercício a R$ 3,65, contra R$ 3,52 da projeção anterior.

O Bank of America destaca que, além do cenário externo, internamente as condições da economia começam a influenciar nas cotações da moeda norte-americana. "O risco cresceu agudamente nas últimas semanas em meio à piora do cenário externo, ao aumento das preocupações com as eleições do Brasil e com o maior impacto da paralisação dos caminhoneiros na economia", diz o relatório do banco sobre o assunto.

Ainda segundo o documento assinado pelos economistas David Beker e Ana Madeira, no pior cenário projetado a inflação chegaria a 7% e o Produto Interno Bruto (PIB) sofreria uma queda significativa.

Nesta segunda-feira (2), o dólar fechou a cotação acima dos R$ 3,90, alta de 0,59%, a maior desde o dia 7 de junho.

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247