Barbosa cancela presença em reunião do FMI

Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, não participará das reuniões de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) esta semana em Washington (EUA); ministro não viajará por conta da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, prevista para o fim da semana, e também pela definição da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017

Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, não participará das reuniões de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) esta semana em Washington (EUA); ministro não viajará por conta da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, prevista para o fim da semana, e também pela definição da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017
Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, não participará das reuniões de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) esta semana em Washington (EUA); ministro não viajará por conta da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, prevista para o fim da semana, e também pela definição da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, não participará das reuniões de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) esta semana em Washington, nos Estados Unidos, afirmou a assessoria de imprensa da pasta nesta terça-feira, sem detalhar o motivo.

Segundo duas fontes com conhecimento do assunto, o ministro não viajará por conta da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, prevista para o fim da semana, e também pela definição da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017, que o governo deve, por lei, encaminhar ao Congresso até sexta-feira.

O secretário de Assuntos Internacionais da Fazenda, Luis Antonio Balduino Carneiro, participará da reunião do FMI. A presença do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, também segue confirmada.

(Por Alonso Soto)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247