BC projeta cenário menos pessimista para 2016

Técnicos do Departamento de Pesquisas Econômicas do Banco Central acreditam que o consumo das famílias e as exportações vão garantir um piso para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2016; para o BC, há uma queda excessiva da economia ligada apenas a fatores políticos; não fosse a crise no Congresso, provavelmente o país já estaria baixando os juros, afirmam

Técnicos do Departamento de Pesquisas Econômicas do Banco Central acreditam que o consumo das famílias e as exportações vão garantir um piso para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2016; para o BC, há uma queda excessiva da economia ligada apenas a fatores políticos; não fosse a crise no Congresso, provavelmente o país já estaria baixando os juros, afirmam
Técnicos do Departamento de Pesquisas Econômicas do Banco Central acreditam que o consumo das famílias e as exportações vão garantir um piso para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2016; para o BC, há uma queda excessiva da economia ligada apenas a fatores políticos; não fosse a crise no Congresso, provavelmente o país já estaria baixando os juros, afirmam (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os técnicos do Departamento de Pesquisas Econômicas do Banco Central acreditam que o consumo das famílias e as exportações vão garantir um piso para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2016. A análise aponta excesso de pessimismo nas previsões do mercado financeiro.

Segundo o relatório, divulgado pelo Valor, a “economia já teria pago o preço em termos de recessão para corrigir os desajustes dos últimos anos, incluídos o setor externo, a política fiscal, o realinhamento de preços administrados e inflação de forma geral”.

Para o BC, há uma queda excessiva da economia ligada apenas a fatores políticos. Não fosse a crise no Congresso, provavelmente o país já estaria baixando os juros, afirmam (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email