Belluzzo lembra que Fraga elevou meta de inflação

"E isso não foi visto como um pecado mortal", disse ex-secretário de Política Econômica; "Talvez seja mais apropriado rediscutir a meta de inflação para cima", sugeriu Luiz Gonzaga Belluzzo, apontando o Conselho Monetário Nacional como o órgão mais indicado para fazer essa revisão; "O BC está agindo com cautela e clarividência", defendeu, lembrando que meta de inflação foi alterada em governo tucano em razão da conjuntura internacional instável

Belluzzo lembra que Fraga elevou meta de inflação
Belluzzo lembra que Fraga elevou meta de inflação
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O economista Luiz Gonzaga Belluzzo, um dos principais conselheiros informais da presidente Dilma Rousseff para a política econômica, sugeriu hoje que o Conselho Monetário Nacional altere, para cima, a atual meta de inflação de 4,5 %.

- Talvez seja mais apropriado rediscutir a meta de inflação para cima. Isso aconteceu na administração de Armínio Fraga, e essa decisão não foi vista como um pecado mortal, lembrou o ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (1985-1987), referindo ao presidente do Banco Central no segundo governo do tucano Fernando Henrique Cardoso.

Belluzzo apoiou as ações do Banco Central. Nesta quarta-feira 27, em Durban, na África do Sul, o presidente da autoridade monetária, Alexandre Tombini, concedeu entrevistas a pedido da presidente Dilma Rousseff. "Ela pede para que o mal entendido seja desfeito: não há tolerância com a inflação. E quando o BC precisar fazer esclarecimentos, assim o fará". Tombini saiu a campo na tentativa de barrar as especulações contra uma alta dos juros, pelo Copom, em sua próxima reunião, iniciadas a partir de pronunciamento de Dilma, na manhã de hoje, no qual afirmou que o crescimento econômico não é motivo de alta inflacionária.

Ao Blog do Planalto, a presidente Dilma afirmou que seus palavras foram manipuladas de maneira "inadmissível".

Para Belluzzo, o BC "está agindo com cautela e clarividência". "Está muito tranquilo, sem aumentar o grau de ruído nessa discussão". Ele considerou, como Dilma havia feito, que a conjuntura internacional é instável neste momento.

"É preciso ter a inflação sob controle, mas sem tentar colocar dentro da meta diante de uma conjuntura tão instável", disse Belluzzo. "Poucas vezes no Brasil a inflação ficou dentro da meta. Armínio Fraga mudou a meta num momento de crise", lembrou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email