'Brasil deve priorizar a geração de empregos'

Economista americano Dean Baker, um dos raros estudiosos a identificar a bolha imobiliária nos EUA, ainda no início dos anos 2000, diz que um novo crash como o de 2008 não está no horizonte; sobre a América Latina, diz que grande parte viverá recessões e o melhor a fazer é desvalorizar moedas; nesse cenário, afirma, o Brasil deve priorizar a geração de empregos: “Os custos do desemprego são enormes para os trabalhadores e gerações futuras”

www.brasil247.com - Economista americano Dean Baker, um dos raros estudiosos a identificar a bolha imobiliária nos EUA, ainda no início dos anos 2000, diz que um novo crash como o de 2008 não está no horizonte; sobre a América Latina, diz que grande parte viverá recessões e o melhor a fazer é desvalorizar moedas; nesse cenário, afirma, o Brasil deve priorizar a geração de empregos: “Os custos do desemprego são enormes para os trabalhadores e gerações futuras”
Economista americano Dean Baker, um dos raros estudiosos a identificar a bolha imobiliária nos EUA, ainda no início dos anos 2000, diz que um novo crash como o de 2008 não está no horizonte; sobre a América Latina, diz que grande parte viverá recessões e o melhor a fazer é desvalorizar moedas; nesse cenário, afirma, o Brasil deve priorizar a geração de empregos: “Os custos do desemprego são enormes para os trabalhadores e gerações futuras” (Foto: Roberta Namour)


247 – Para o economista norte-americano Dean Baker, cofundador do Center for Economic and Policy Research, e um dos raros estudiosos a identificar a bolha imobiliária nos EUA, ainda no início dos anos 2000, um novo crash como o de 2008 não está no horizonte. “Haverá mudança por região, mas é difícil enxergar um colapso mundial”, diz.

Em entrevista à ‘Folha de S. Paulo’, ele afirma que países consumidores de commodities serão beneficiados e que produtores têm perspectivas muito ruins.

Sobre a América Latina, diz que grande parte viverá recessões e o melhor a fazer é desvalorizar moedas; nesse cenário, afirma, o Brasil deve priorizar a geração de empregos: “Os custos do desemprego são enormes para os trabalhadores e gerações futuras" (leia mais).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email