Cade aprova venda da Liquigás para consórcio ligado ao Itaú

O negócio, anunciado no final de 2019 no valor de R$ 3,7 bilhões, foi autorizado com restrições

(Foto: Liquigás/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira (18) a venda da Liquigás, empresa de gás GLP da Petrobras, para um consórcio ligado ao banco Itaú, o Copagaz e Itaúsa.

A venda foi autorizada com uma condição: a assinatura de um acordo que prevê a venda de ativos a empresas menores. O negócio foi anunciado no final de 2019 no valor de R$ 3,7 bilhões.

"O acordo negociado pelo Cade endereça as preocupações concorrenciais encontradas, fortalece um novo player na região Centro-oeste e Sudeste além de assegurar uma transferência completa de ativos, bases e acesso a insumos", disse o conselheiro relator do caso, Maurício Bandeira Maia. O voto de Maia foi acompanhado por todos os outros conselheiros.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247