Cade condena 11 empresas e 42 pessoas por cartel em licitações de trens

Foi investigada a ocorrência de fraude em licitações em pelo menos 27 projetos em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Rio Grande do Sul; as multas para as empresas somam R$ 515,59 milhões e para as pessoas físicas, R$ 19,52 milhões

247 - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) condenou nesta segunda-feira (8) 11 empresas e 42 pessoas por formação de cartel em licitações públicas de trens e metrôs. Foi investigada a ocorrência de fraude em licitações em pelo menos 27 projetos em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. As multas para as empresas somam R$ 515,59 milhões e para as pessoas físicas, R$ 19,52 milhões.

De acordo com o parecer da Superintendência Geral do Cade, divulgado no final do ano passado, empresas e funcionários dividiram concorrências e combinaram valores das propostas em licitações.

Para dar uma aparência de competição ao cartel, as fraudes incluíram institutos formalmente legais, como a formação de consórcio e a subcontratação.

O caso começou a ser investigado a partir da celebração de Acordo de Leniência entre a Superintendência–Geral do Cade e a empresa Siemens.


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247