Cade condena 11 empresas e 42 pessoas por cartel em licitações de trens

Foi investigada a ocorrência de fraude em licitações em pelo menos 27 projetos em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Rio Grande do Sul; as multas para as empresas somam R$ 515,59 milhões e para as pessoas físicas, R$ 19,52 milhões

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) condenou nesta segunda-feira (8) 11 empresas e 42 pessoas por formação de cartel em licitações públicas de trens e metrôs. Foi investigada a ocorrência de fraude em licitações em pelo menos 27 projetos em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. As multas para as empresas somam R$ 515,59 milhões e para as pessoas físicas, R$ 19,52 milhões.

De acordo com o parecer da Superintendência Geral do Cade, divulgado no final do ano passado, empresas e funcionários dividiram concorrências e combinaram valores das propostas em licitações.

Para dar uma aparência de competição ao cartel, as fraudes incluíram institutos formalmente legais, como a formação de consórcio e a subcontratação.

O caso começou a ser investigado a partir da celebração de Acordo de Leniência entre a Superintendência–Geral do Cade e a empresa Siemens.


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email