Capacidade industrial atinge menor nível desde 2009

CNI registra queda de 81% apra 80,7% de abril para maio no uso da capacidade instalada da indústria nacional; números mostram que o setor trabalha com ociosidade crescente

Capacidade industrial atinge menor nível desde 2009
Capacidade industrial atinge menor nível desde 2009 (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O uso da capacidade instalada da indústria brasileira caiu em maio para 80,7% ante os 81% registrados em abril, de acordo com dados dessazonalizados (ajustados para o período). O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira 5 pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). É o menor resultado desde setembro de 2009, quando foram registrados 80,6%.

"A queda da capacidade instalada mostra que a indústria está trabalhando com ociosidade crescente, com nível de estoques além do desejado por longo período desde meado do ano passado. Isso reflete grau de desaquecimento da atividade industrial", disse o gerente executivo da CNI, Flávio Castelo Branco.

De acordo com a confederação, os dados mostram que a atividade industrial brasileira encontra-se cada vez mais fraca, uma vez que o índice dessazonalizado vem registrando queda desde o início do ano. Com a redução de maio, a quarta seguida, o indicador acumula queda de 1,4 ponto percentual desde janeiro.

O faturamento real da indústria teve queda 0,4% de abril para maio, com o dado dessazonalizado. Com isso, apresentou redução de 1,3% no período de abril e maio de trimestre de 2012. Mesmo assim, o faturamento real registra crescimento de 2,3% no acumulado do ano em comparação a igual período de 2011.

As horas trabalhadas diminuíram 1,4% em maio ante abril (dados dessazonalizados), com queda de 2% no acumulado dos dois meses. "O primeiro semestre já foi perdido. Se olharmos bem, existem dados de uma frustração [do setor]", avaliou Castelo Branco.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247