Casas Pernambucanas recebe acusação de trabalho escravo

Rede varejista sofre ao de R$ 5 milhes por uso de mo-de-obra boliviana, em condies anlogas escravido

Casas Pernambucanas recebe acusação de trabalho escravo
Casas Pernambucanas recebe acusação de trabalho escravo (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A rede varejista Casas Pernambucanas, uma das mais tradicionais do País, pode sofrer um sério arranhão na sua imagem. A empresa será alvo de uma ação civil pública de R$ 5 milhões, movida pelo Ministério Público do Trabalho, pela prática de trabalho escravo.

A informação foi revelada na coluna da jornalista Sônia Racy, do jornal Estado de S. Paulo. De acordo com as notas, o motivo é uso da mão-de-obra boliviana, por fornecedores da área de confecção, em condições análogas à escravidão.

Essa investigação teve início em 2010, e, desde então, as Pernambucanas receberam 41 autos de infração por jornada exaustiva de trabalho e servidão por dívida.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email