CEF reduz teto de financiamento para imóveis usados para 50%

A Caixa Econômica Federal voltará a reduzir o teto de financiamento de imóveis usados e suspenderá novos contratos transferidos de outros bancos; o banco estatal limitará o teto de financiamento para imóveis usados para 50% do valor do imóvel

DNT 01-08-2015 SAO PAULO - SP / ECONOMIA OE / FACHADA BANCO CAIXA ECONOMICA FEDERAL - Agencia do Banco Caixa Economica Federal na Av. Paulista em Sao Paulo - FOTO DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DNT 01-08-2015 SAO PAULO - SP / ECONOMIA OE / FACHADA BANCO CAIXA ECONOMICA FEDERAL - Agencia do Banco Caixa Economica Federal na Av. Paulista em Sao Paulo - FOTO DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO (Foto: Charles Nisz)

Reuters - A Caixa Econômica Federal voltará a reduzir o teto de financiamento de imóveis usados e suspenderá novos contratos transferidos de outros bancos, segundo um documento enviado pelo banco a agentes imobiliários e obtido pela Reuters nesta sexta-feira.

Numa carta enviada a instituições parceiros na véspera, o banco estatal avisa que seu teto de financiamento para imóveis usados cairá para 50 por cento do valor do bem.

Ao mesmo tempo, a Caixa informa a suspensão de novos financiamentos com interveniente quitante, operações em que um imóvel já financiado por outro banco é vendido para um terceiro.

As medidas entram em vigor na próxima segunda-feira.

Adicionalmente, o banco federal recomenda à sua rede que dê preferência a contratos que possuam menores cotas de financiamento e que tenham indicação ou melhor qualificação.

As medidas reforçam a gradual diminuição de atividade de concessão de crédito do banco, que têm enfrentado com mais intensidade os efeitos de dois anos seguidos de forte recessão do país, período em que seguiu ampliando a oferta de financiamentos.

No mês passado, a Caixa havia reduzido volume financiável das principais linhas de crédito, com o teto para imóvel usado na tabela Price caindo de 70 para 60 por cento com recursos da pró-cotista e de 80 para 70 por cento na CC FGTS.

Em julho, a Caixa havia anunciado que a linha pró-cotista que tinha sido suspensa em maio, devido a falta de recursos, será retomada apenas em 2018.

 
 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247