Chefe da CNI quer que patrões pressionem empregados a aceitar fim da aposentadoria

O presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Andrade, quer que os empresários convençam seus funcionários a aceitar a reforma da Previdência de Michel Temer, que pode deixar milhões de brasileiros sem aposentadoria; O empregador precisa conscientizar o funcionário de que, se não houver mudança, não vai ter o que receber no futuro”, diz ele

Brasília, 17 de novembro de 2010
Coletiva do Pres. da CNI Robson Braga de Andrade .
Foto: Miguel Angelo/CNI
Brasília, 17 de novembro de 2010 Coletiva do Pres. da CNI Robson Braga de Andrade . Foto: Miguel Angelo/CNI (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Andrade, quer que os empresários convençam seus funcionários a aceitar a reforma da Previdência de Michel Temer, que pode deixar milhões de brasileiros sem aposentadoria.

As informações são da coluna Painel:

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) decidiu fazer uma campanha para que os patrões das 300 mil empresas que estão sob seu guarda-chuva repassem a cerca de 10 milhões de empregados informações sobre a necessidade da aprovação da reforma da Previdência e de novas regras para a aposentadoria. “O empregador precisa conscientizar o funcionário de que, se não houver mudança, não vai ter o que receber no futuro”, diz o presidente da entidade, Robson Andrade.

A instituição também vai lançar propaganda pela reforma nas redes sociais. Nas últimas semanas, fez reuniões para afinar o discurso sobre as mudanças que defenderá na internet. A ofensiva patronal pode dar novo fôlego a Michel Temer, que vê a resistência à proposta crescer no Congresso.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247