China promete política fiscal ativa para manter crescimento

A China vai fortalecer a coordenação da regulação fiscal, estabilizar o mercado de propriedades e evitar riscos financeiros sistêmicos, de acordo com comunicado divulgado após o encontro, que foi presidido pelo presidente Xi Jinping; ao contrário do Brasil, país usa a política fiscal para promover crescimento

A China vai fortalecer a coordenação da regulação fiscal, estabilizar o mercado de propriedades e evitar riscos financeiros sistêmicos, de acordo com comunicado divulgado após o encontro, que foi presidido pelo presidente Xi Jinping; ao contrário do Brasil, país usa a política fiscal para promover crescimento
A China vai fortalecer a coordenação da regulação fiscal, estabilizar o mercado de propriedades e evitar riscos financeiros sistêmicos, de acordo com comunicado divulgado após o encontro, que foi presidido pelo presidente Xi Jinping; ao contrário do Brasil, país usa a política fiscal para promover crescimento (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PEQUIM (Reuters) - A China vai implementar uma política fiscal proativa e uma política monetária prudente no segundo semestre do ano, disse a agência de notícias oficial Xinhua, citando o Politburo, mais importante órgão decisório do Partido Comunista chinês, após uma reunião nesta segunda-feira.

A China vai fortalecer a coordenação da regulação fiscal, estabilizar o mercado de propriedades e evitar riscos financeiros sistêmicos, de acordo com comunicado divulgado após o encontro, que foi presidido pelo presidente Xi Jinping.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247