China troca produtos brasileiros por dos EUA

Já que o presidente Jair Bolsonaro bate continência para a bandeira americana e trata o Brasil como colônia dos Estados Unidos, a China se sentiu à vontade para trocar importações; estaria propondo aos Estados Unidos um adicional de US$ 30 bilhões anuais em compras de produtos agrícolas como soja e milho, como parte de um acordo comercial bilateral; valor é quase o total que o Brasil exportou para a China em produtos agropecuários no ano passado

China troca produtos brasileiros por dos EUA
China troca produtos brasileiros por dos EUA

247 - A China negocia com os Estados Unidos um acordo bilateral pelo qual ela aumentará em US$ 30 bilhões a compra de produtos agrícolas americanos. 

Segundo a agência Bloomberg, a proposta envolveria itens como soja, milho e trigo e seria parte de um memorando de entendimento relacionado às discussões comerciais blaterais, informa a publicação baseada em "pessoas com conhecimento do plano".

"Se este volume for anunciado, é algo muito grande. Desde o primeiro momento, quando esse negócio surgiu, o que me preocupa é o acordo que pode sair", analisa o CEO da Aliança Agro Ásia-Brasil, Marcos Jank, em entrevista a Globo Rural.

Para Jank, o impacto sobre o Brasil seria direto. Os US$ 30 bilhões equivalem a quase tudo que o Brasil exportou para a China em produtos agropecuários no ano passado. De acordo com dados do Ministério da Agricultura, as vendas para o mercado chinês totalizaram US$ 35,5 bilhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247