Com economia em queda, 1 em cada 4 brasileiros deve ao cartão de crédito

Um em cada quatro brasileiros que fizeram uso do cartão de crédito acabou por entrar no crédito rotativo, que possui uma das taxas de juros mais altas do mercado, conforme levantamento feito pela CNDL e pelo SPC Brasil; ainda segundo a pesquisa, a maior parte dos usuários utilizou o cartão de crédito para adquirir bens de primeira necessidade, como alimentos, e para pagar as contas do mês

Com economia em queda, 1 em cada 4 brasileiros deve ao cartão de crédito
Com economia em queda, 1 em cada 4 brasileiros deve ao cartão de crédito
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um em cada quatro brasileiros que fizeram uso do cartão de crédito acabou por entrar no crédito rotativo, que possui uma das taxas de juros mais altas do mercado, conforme levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Em fevereiro, a taxa média de juros anual cobrada para os usuários do cartão de crédito rotativo era de 286,9%, atrás apenas dos juros cobrados pelo cheque especial. Ainda segundo a pesquisa, a maior parte dos usuários utilizou o cartão de crédito para adquirir bens de primeira necessidade, como alimentos, e para pagar as contas do mês.

Segundo a pesquisa, antecipada pelo G1, 44% dos consumidores utilizaram algum tipo de modalidade de crédito no período. O cheque especial foi citado por 9% dos consumidores e os empréstimos e financiamentos foram utilizados por 7% e 5%, respectivamente. Outros 56% afirmaram não ter feito uso de nenhuma destas modalidades creditícias.

O levantamento apontou, também, que 76% vivem "no limite" do orçamento, com 45% se mantendo no "zero a zero", sem nenhuma sobra financeira. Outros 32% disseram possuir dívidas em atraso e somente 15% estão com algum tipo de folga financeira.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247