Com economia estagnada, confiança do comércio despenca 5,4 pontos em maio

Índice de Confiança do Comércio, medido pela FGV, recuou 5,4 pontos de abril para maio e passou para 91,4 pontos, em uma escala de zero a 200; com o resultado, o indicador retornou ao mesmo nível de setembro de 2018; Índice de Expectativas, que mede a confiança nos próximos meses, caiu 6,6 pontos e o Índice de Situação, que mede a confiança no presente, diminuiu quatro pontos para 88,3 pontos

Com economia estagnada, confiança do comércio despenca 5,4 pontos em maio
Com economia estagnada, confiança do comércio despenca 5,4 pontos em maio (Foto: Fotos: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Vitor Abdala, repórter da Agência Brasil - O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 5,4 pontos de abril para maio e passou para 91,4 pontos, em uma escala de zero a 200. Com o resultado, o indicador retornou ao mesmo nível de setembro de 2018.

Em maio, a queda da confiança atingiu empresários de onze dos treze segmentos analisados. O Índice de Expectativas, que mede a confiança nos próximos meses, caiu 6,6 pontos e voltou a registrar valor abaixo de 100 pontos (94,8 pontos). O Índice de Situação, que mede a confiança no presente, diminuiu quatro pontos para 88,3 pontos, menor valor desde janeiro do ano passado.

Segundo o pesquisador Rodolpho Tobler, da FGV, o resultado sugere que os empresários do setor ainda estão encontrando dificuldades com o ritmo de vendas no segundo trimestre. Para ele, os indicadores de situação atual refletem o desempenho fraco do comércio no início do ano. Além disso, por causa desses resultados negativos, os empresários estão revendo suas expectativas.

Tobler acredita que a volta da recuperação da confiança "ainda depende da redução dos níveis de incerteza, dos números mais positivos do mercado de trabalho e da retomada da confiança do consumidor".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247