Com inflação nos EUA, Ibovespa tem a maior queda desde março e cotação do dólar sobe

O Ibovespa teve queda de 2,65%, a 119.710 pontos com volume financeiro negociado de R$ 45,68 bilhões, enquanto dólar comercial fechou em alta de 1,58% a R$ 5,304 na compra e a R$ 5,306 na venda

Ibovespa avança puxado por bancos e Petrobras e mira 83 mil pontos
Ibovespa avança puxado por bancos e Petrobras e mira 83 mil pontos (Foto: REUTERS/Rahel Patrasso)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

InfoMoney - O Ibovespa fechou em queda forte nesta quarta-feira (12) seguindo o exterior depois de a inflação nos Estados Unidos subir acima do que esperavam os economistas. O CPI (Índice de Preços ao Consumidor) avançou a 0,8% em abril, enquanto se esperava uma expansão a 0,2% no mês, segundo a Refinitiv.

A baixa generalizada que tomou conta das ações em Wall Street ontem foi justamente provocada por preocupações com o aumento dos preços diante da retomada econômica e dos estímulos econômicos promovidos pelo presidente Joe Biden. Hoje se consolidou como mais um dia de pessimismo conforme os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq recuaram todos entre 2% e 2,7%.

Por aqui, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pandemia teve o depoimento de Fábio Wajngarten, um dia depois de o presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antonio Barra Torres, afirmar que as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre vacinas vão contra o que é defendido pela agência reguladora.

Wajngarten se contradisse e afirmou nunca ter autorizado peças publicitárias contra a obrigatoriedade das vacinas que foram veiculadas em perfis oficiais do governo, além de ter negado que viu “incompetência” no Ministério da Saúde quando disse exatamente isso para a revista Veja em áudio que foi disponibilizado pelo veículo de imprensa.

No auge das discussões, o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), pediu a prisão de Wajngarten, mas o presidente da Comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), foi contra o pedido e disse que a CPI não poderia fazer o papel de órgão julgador de uma testemunha.

Lucas Monteiro, trader de multimercados da Quantitas, afirmou que apesar de ser difícil descartar alguma influência da política no mau humor de hoje, foi a combinação de inflação mais alta nos EUA com aumento no rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos da maior economia do mundo que acabaram prejudicando o desempenho da renda variável globalmente.

Roberto Attuch, CEO da Ohmresearch, confirmou essa opinião ao lembrar que a aceleração das perdas aqui durante a tarde acompanhou o que ocorreu em Wall Street.

Ainda em destaque esteve a repercussão do relatório preliminar da medida provisória de privatização da Eletrobras (ELET3; ELET6) apresentado na terça-feira pelo deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), que prevê alocar parte dos recursos gerados pela desestatização aos consumidores cativos de energia, o que aliviaria tarifas de consumidores residenciais, principalmente.

Entre os indicadores, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o volume de serviços caiu 4% em março, ante uma expectativa média dos economistas de retração de 3,2%, de acordo com a Refinitiv. Contudo, na comparação anual e em meio a revisões de dados anteriores, a alta foi de alta de 4,5%, acima da expectativa de alta de 3,4%.

O Ibovespa teve queda de 2,65%, a 119.710 pontos com volume financeiro negociado de R$ 45,68 bilhões. Foi a maior baixa do benchmark em um pregão desde 8 de março, quando o principal índice da B3 desabou 3,98%.

Enquanto isso, o dólar comercial fechou em alta de 1,58% a R$ 5,304 na compra e a R$ 5,306 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em junho registra valorização de 1,76% a R$ 5,32 no after-market.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 subiu nove pontos-base a 4,89%, o DI para janeiro de 2023 teve alta de 18 pontos-base a 6,71%, o DI para janeiro de 2025 avançou 18 pontos-base a 8,25% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação positiva de 16 pontos-base a 8,84%.

Voltando ao exterior, as bolsas asiáticas fecharam em quedas, em sua maioria, na quarta. Em Taiwan, autoridades afirmaram que podem elevar o nível de alerta contra a Covid nos próximos dias, depois de a ilha passar por um surto de seis novos casos, sem que seja possível determinar com clareza a fonte de infecção.

Na terça, a China divulgou dados sobre inflação que mostraram que os preços de vendas nas fábricas subiram em um abril em seu ritmo mais forte em 3,5 anos, enquanto que os preços aos consumidores subiram em um ritmo mais fraco. Isso fortaleceu a preocupação de que uma rápida alta dos preços possa forçar os bancos centrais a elevar suas taxas de juros e a implementar outras medidas de arrocho.

Na agenda econômica, foram divulgados dados sobre o PIB o Reino Unido, que caiu 1,5% no primeiro trimestre em comparação com o trimestre imediatamente anterior, melhor do que a estimativa de analistas, de queda de 1,6%. No trimestre anterior, o PIB avançara 1,3% na mesma comparação. Na comparação anual, o PIB do primeiro trimestre recuou 6,1%, em linha com a projeção de analistas. No trimestre anterior, o recuo havia sido de 7,3% na mesma comparação.

Covid no Brasil

Na terça (11), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 1.980, queda de 17% em comparação com o patamar de 14 dias antes, e a primeira vez que o patamar fica abaixo de 1.000 desde 16 de março. Em apenas um dia foram registradas 2.275 mortes.

As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias estaduais de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h, o avanço da pandemia em 24 h.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 60.605, alta de 6% em relação ao patamar de 14 dias antes. Assim, o país rompe a trajetória de queda de novos casos que vinha sendo observada nos últimos dias. Em apenas um dia foram registrados 71.018 novos casos.

36.502.196 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid no Brasil, o equivalente a 17,24% da população. A segunda dose foi aplicada em 18.380.678 pessoas, ou 8,68% da população.

Política

Na terça, o Senado aprovou um projeto que torna permanente o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) uma política permanente de crédito. Em 2020, o Pronampe concedeu mais de R$ 37 bilhões de empréstimos, destinados a mais de 440 mil empreendedores. O texto segue para sanção presidencial.

Pelo projeto, a linha de crédito concedida no âmbito do Pronampe corresponderá a 30% da receita bruta anual do ano anterior, e para empresas com menos de um ano de funcionamento, a 50% do capital social ou 30% de 12 vezes a média de sua receita bruta mensal apurada desde o início de suas atividades.

Além disso, a Polícia Federal encaminhou ao STF (Supremo Tribunal Federal) na terça um pedido de abertura de inquérito para investigar supostos repasses ilegais ao ministro Dias Toffoli, da época em que integrou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), entre 2012 e 2016.

O pedido ocorre com base em delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que afirmou que Toffoli recebeu R$ 4 milhões para favorecer dois prefeitos do estado em processos na Corte, entre 2014 e 2015.

É a primeira vez que a PF pede ao STF a abertura de um inquérito contra seus integrantes. Toffoli diz que jamais recebeu valores ilegais, e que desconhece as informações relatadas.

Condenado a quase 343 anos de prisão, Cabral disse que os supostos pagamentos teriam sido operados por Hudson Braga, ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro. O escritório da advogada Roberta Rangel, casada com Toffoli, também teria sido envolvido.

Questionados por meio de Lei de Acesso à Informação, 20 senadores alegaram motivos como “segurança de Estado” e “risco para sua honra e de sua família” para deixar de informar o teor de ofícios que enviaram ao Ministério do Desenvolvimento Regional para direcionar recursos no valor de R$ 3 bilhões.

Devido ao sigilo, o jornal O Estado de S. Paulo vem se referindo à verba como Orçamento Paralelo. A reportagem mostrou como deputados e senadores enviaram 101 ofícios ao Ministério do Desenvolvimento Regional e a órgãos vinculados, em que indicaram como preferiam usar recursos de verbas das “emendas de relator”, que distribuiu R$ 20 bilhões em 2020.

Assim, os parlamentares conseguiram aplicar em suas bases valores muito superiores aos R$ 8 milhões anuais em emendas a que cada um tem, legalmente, direito. Segundo o Estadão, a maior parte dos recursos foi aplicada na compra de máquinas agrícolas, com preços até três vezes acima do valor de referência do governo.

Pesquisa XP/Ipespe sobre possíveis candidatos às eleições de 2022 para a presidência indicam que Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva empatam no primeiro turno com 29% das intenções de voto cada um.No segundo turno, Lula tem 42% e Bolsonaro 40%.

Na pesquisa anterior, do final de março, o ex-presidente mantinha os 29% enquanto o atual chefe do Executivo registrava 28% no primeiro turno. No segundo turno, o ex-presidente tinha os mesmos 42% e o atual presidente, 38%.

Foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional de 4 a 7 de maio. A margem de erro máxima é de 3,2 pontos percentuais para o total da amostra.

Radar corporativo

A temporada de resultados segue movimentada. A Marfrig Global Foods reverteu um prejuízo de R$ 137 milhões obtido no primeiro trimestre de 2020 e marcou lucro líquido de R$ 279 milhões entre janeiro e março deste ano, impulsionada por fortes resultados na operação da América do Norte que compensaram adversidades ocorridas sobretudo no Brasil, conforme balanço divulgado nesta terça-feira.

Já a seguradora e administradora de recursos de terceiros SulAmérica teve queda no lucro do primeiro trimestre, refletindo maiores custos ligados à Covid-19. A companhia anunciou nesta terça-feira que seu lucro das operações continuadas de janeiro a março somou R$ 54 milhões, montante 22,8% inferior ao de um ano antes.

O Carrefour Brasil teve lucro líquido de R$ 420 milhões  no primeiro trimestre, crescimento de 4,7% ante mesmo período de 2020, impulsionado por maiores vendas em suas divisões de supermercados e atacarejo e controle de gastos.

A BR Distribuidora reportou um lucro líquido de R$ 492 milhões no primeiro trimestre de 2021, número acima dos R$ 478 milhões projetados pelos analistas de mercado segundo dados compilados pela Refinitiv. Com o resultado, a distribuidora de combustíveis teve um desempenho 110,3% melhor que o do mesmo período do ano passado.

A Telefônica Brasil teve lucro líquido de R$ 942 milhões no primeiro trimestre, queda de 18% ante mesmo período de 2020, diante de maiores despesas financeiras e depreciação. A companhia também anunciou que assinou memorando de entendimento vinculante com a Teledoc Health para criar uma plataforma de telemedicina no Brasil chamada de Vida V, que será lançada nos próximos meses.

Maiores altas

ATIVO

VARIAÇÃO %

VALOR (R$)

BRDT3

5.05853

25.13

IRBR3

1.44

6.34

UGPA3

0.5144

19.54

CIEL3

0.28736

3.49

SUZB3

0.14637

68.42

Maiores baixas

ATIVO

VARIAÇÃO %

VALOR (R$)

BIDI11

-7.75773

187.63

MRFG3

-7.72201

19.12

RENT3

-7.2247

58.3

IGTA3

-6.74467

40.65

MULT3

-6.28272

23.27

A RD reportou um lucro líquido de R$ 188,8 milhões no primeiro trimestre de 2021, número acima dos R$ 185,8 milhões projetados pelos analistas de mercado segundo dados compilados pela Refinitiv. Com o resultado, a rede de farmácias teve um desempenho 29,5% melhor que o do mesmo período do ano passado. Já o lucro líquido ajustado da RD foi de R$ 177,9 milhões.

A Vulcabras, dona das marcas Olympikus, Under Armour e Mizuno, teve lucro líquido de R$ 14,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, 63,8% acima do registrado no mesmo período do ano passado. Já a operadora de planos de saúde Notre Dame Intermédica apresentou no primeiro trimestre de 2021 prejuízo de R$ 27,9 milhões, revertendo o lucro observado um ano antes, de R$ 160,4 milhões.

A operadora portuária Santos Brasil lucrou R$ 30,9 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo o prejuízo de R$ 13,3 milhões do mesmo período de 2020. A Wilson Sons teve lucro líquido de R$ 4,6 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo prejuízo de R$ 7,8 milhões de um ano antes.  A LPS Brasil (Lopes Consultoria de Imóveis) registrou lucro líquido de R$ 3,45 milhões no primeiro trimestre de 2021, ante prejuízo líquido de RS 8,18 milhões do mesmo período de 2020.  O Banco Inter teve lucro de R$ 20,8 milhões no primeiro trimestre, ante o prejuízo de R$ 8,4 milhões registrado no primeiro trimestre do ano passado.

A Espaçolaser teve lucro líquido ajustado de R$ 31,65 milhões no primeiro trimestre de 2021, em crescimento de 29,8% na comparação anual. O Ebitda ajustado foi de R$ 61,58 milhões, o que representa uma expansão de 5,5% na comparação anual. A receita líquida, por sua vez, foi de R$ 176,78 milhões, em um aumento de 2,1% na base anual.

Depois do fechamento, os resultados de 3R Petroleum, Aeris, Aliansce Sonae, Ambipar, Banrisul, D1000 Varejofarma, EdP Brasil, Positivo, Suzano, BRF, Cia. Hering, Eletrobras, Eneva, Hapvida, JBS, MRV Engenharia, Natura &co, Suzano, Via e Yduqs serão divulgados.

Ainda em destaque, está a repercussão do relatório preliminar da medida provisória de privatização da Eletrobras (ELET3;ELET6) apresentado nesta terça-feira pelo deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), que prevê alocar parte dos recursos gerados pela desestatização aos consumidores cativos de energia, o que aliviaria tarifas de consumidores residenciais, principalmente.

A proposta representa mudança frente ao plano do governo, pelo qual metade do ganho de valor obtido pela Eletrobras com o processo seria direcionada pela companhia ao longo dos anos para aliviar encargos que pesam sobre os custos da energia para todos brasileiros, incluindo empresas e grandes indústrias que operam no chamado mercado livre de eletricidade. “A destinação desses recursos de forma exclusiva para o mercado cativo garantiria a esses pequenos consumidores um montante adicional de aproximadamente R$ 8 bilhões no decorrer do prazo de vigência das concessões”, escreveu Nascimento, que foi definido relator da MP na Câmara.

A produtora de carnes BRF informou nesta terça-feira que está avaliando o impacto financeiro de novas restrições impostas pela Arábia Saudita às vendas de carne de frango, que reduzirá a validade do produto congelado e seus cortes de um ano para três meses.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email