Comandada por Parente, Petrobras comemora fim de conteúdo local em Libra

Estatal comandada por Pedro Parente disse considerar a flexibilização da exigência do conteúdo local na plataforma do projeto Piloto de Libra um "sinal positivo para a competitividade da indústria de óleo e gás no Brasil"; por uma decisão da ANP, o consórcio está isento do cumprimento dos índices de conteúdo local para todos os itens do casco e parcialmente das plantas, abrindo espaços para empresas multinacionais ingressarem no disputado segmento de bens e serviços de exploração da camada do pré-sal

Estatal comandada por Pedro Parente disse considerar a flexibilização da exigência do conteúdo local na plataforma do projeto Piloto de Libra um "sinal positivo para a competitividade da indústria de óleo e gás no Brasil"; por uma decisão da ANP, o consórcio está isento do cumprimento dos índices de conteúdo local para todos os itens do casco e parcialmente das plantas, abrindo espaços para empresas multinacionais ingressarem no disputado segmento de bens e serviços de exploração da camada do pré-sal
Estatal comandada por Pedro Parente disse considerar a flexibilização da exigência do conteúdo local na plataforma do projeto Piloto de Libra um "sinal positivo para a competitividade da indústria de óleo e gás no Brasil"; por uma decisão da ANP, o consórcio está isento do cumprimento dos índices de conteúdo local para todos os itens do casco e parcialmente das plantas, abrindo espaços para empresas multinacionais ingressarem no disputado segmento de bens e serviços de exploração da camada do pré-sal (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A Petrobras disse considerar a flexibilização da exigência do conteúdo local na plataforma do projeto Piloto de Libra um "sinal positivo para a competitividade da indústria de óleo e gás no Brasil", segundo comunicado divulgado ao mercado nesta quinta-feira.

Como operadora do Consórcio Libra, a estatal afirmou ainda que "analisará junto aos seus parceiros...o impacto dos ajustes efetuados".

Conforme decisão da reguladora ANP divulgada na quarta-feira, o consórcio está isento do cumprimento dos índices de conteúdo local para todos os itens do casco e parcialmente das plantas (exceto itens de engenharia básica e de detalhamento) e terá de ajustar os compromissos mínimos de alguns itens de construção de plantas, instalação e integração de módulos.

Por José Roberto Gomes

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247