Confiança de empresários de serviços e construção tem mínimo histórico

O Índice de Confiança de Serviços recuou 31,7 pontos de março para abril e atingiu 51,1 pontos, em uma escala de zero a 200. Com isso, o indicador atingiu o menor nível da série histórica iniciada em junho de 2008

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Os índices que medem a confiança dos empresários da construção e do setor de serviços atingiram mínimos históricos no mês de abril, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (28) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Confiança de Serviços recuou 31,7 pontos de março para abril e atingiu 51,1 pontos, em uma escala de zero a 200. Com isso, o indicador atingiu o menor nível da série histórica iniciada em junho de 2008.

Os 13 segmentos de serviços pesquisados tiveram queda. O Índice de Situação Atual, que mede a confiança no presente, caiu pelo quarto mês consecutivo. De março para abril, o recuo chegou a 29,7 pontos, o que levou o indicador a 55,5 pontos, o menor nível histórico.

O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, teve queda de 33,5 pontos de março para abril e atingiu 47,3, também o menor nível histórico.

Construção

O Índice de Confiança da Construção, por sua vez, recuou 25,8 pontos de março para abril, a maior queda da série histórica. Com isso, o indicador chegou ao menor valor patamar desde o início da série (65 pontos).

O Índice de Expectativas caiu 35,6 pontos, para 59,9, o menor valor da série histórica. Já o Índice de Situação Atual cedeu 15,4 pontos, alcançando 70,9, o menor valor desde junho de 2018 (70,8 pontos).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247