Confiança do comércio sobe 4,6 pontos em novembro

Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 4,6 pontos em novembro, após registrar cinco meses de quedas consecutivas; apesar do avanço, o índice, que atingiu 65,9 pontos, é o terceiro menor da série histórica da pesquisa, iniciada em março de 2010

Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 4,6 pontos em novembro, após registrar cinco meses de quedas consecutivas; apesar do avanço, o índice, que atingiu 65,9 pontos, é o terceiro menor da série histórica da pesquisa, iniciada em março de 2010
Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 4,6 pontos em novembro, após registrar cinco meses de quedas consecutivas; apesar do avanço, o índice, que atingiu 65,9 pontos, é o terceiro menor da série histórica da pesquisa, iniciada em março de 2010 (Foto: Paulo Emílio)

Vitor Abdala, repórter da Agência Brasil - O Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve um aumento em novembro deste ano, depois de cinco meses consecutivos de queda. O indicador subiu 4,6 pontos, depois do mínimo histórico de outubro (61,3 pontos).

Apesar do avanço, o índice, que atingiu 65,9 pontos, é o terceiro menor da série histórica da pesquisa, iniciada em março de 2010.

O resultado foi puxado pela maior confiança dos empresários do comércio no momento presente, já que o Índice da Situação Atual avançou 5,3 pontos. O principal motivo para esse avanço é o grau de satisfação dos empresários com a situação atual de seus negócios.

O Índice de Expectativas, que mede a avaliação dos empresários em relação aos próximos meses, subiu 3,8 pontos, devido a uma melhora do grau de otimismo com as vendas nos três meses seguintes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247