Crise de Temer faz Volkswagen dar férias coletivas

Com o país mergulhado em grave crise devido à política econômica e social do governo Temer, a montadora Volkswagen dará férias coletivas de um mês para cerca de mil funcionários da sua maior fábrica no País, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde são produzidos dois dos modelos mais vendidos da marca, o Polo e Virtus

Crise de Temer faz Volkswagen dar férias coletivas
Crise de Temer faz Volkswagen dar férias coletivas

247 - Aprofundamento da crise econômica em que o governo Temer mergulhou o país fará a montadora Volkswagen dar férias coletivas de um mês para cerca de mil funcionários da sua maior fábrica no País, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde são produzidos dois dos modelos mais vendidos da marca, o Polo e Virtus.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o primeiro grupo de mil funcionários entrará em férias no dia 21 de agosto. Está prevista a dispensa de outros quatro grupos em quantidade e datas a serem definidos. A direção da Volkswagen não se pronunciou publicamente até agora. 

Dirigentes do sindicato afirmaram que a justificativa para as férias é a queda das vendas no mercado interno e a suspensão de pedidos da Argentina, país que fica com 70% de toda a exportação brasileira de veículos e que sofre uma crise grave, fruto de uma política econômica do governo neoliberal de Maurício Macri, em tudo semelhante à de Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247