Crise econômica da Covid-19 já afeta 1 em cada 4 trabalhadores com carteira assinada

A crise econômica da Covid-19 atinge em cheio os trabalhadores. Durante a pandemia, 1,1 milhão já foram demitidos e 8,1 milhões tiveram contrato suspenso ou salário reduzido

(Foto: Valdecir Galor)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dados do Ministério da Economia revelam que a crise atinge fortemente os assalariados, deteriorando o mercado de trabalho formal. A crise do coronavírus já afetou um em cada quatro trabalhadores com carteira assinada.

Em março e abril, 9,2 milhões de pessoas foram atingidas pelos efeitos da Covid-19 na economia —1,1 milhão ficaram sem emprego e 8,1 milhões tiveram contrato suspenso ou corte de salário e jornada, indica reportagem dos jornalistas Bernardo Caram e Thiago Resende na Folha de S.Paulo.

Até a última terça-feira, durante a pandemia, 1,2 milhão de empresas (13,5% das companhias do país) comunicaram que fizeram acordos com empregados para suspender contratos ou reduzir salários.

Segundo dados do governo, o setor de serviços foi o mais afetado em março e abril deste ano. Foram fechadas 458,7 mil. Em seguida vêm comércio (-296 mil), indústria (-223,5 mil), construção (-79,9 mil) e agricultura (- 9,6 mil).

As previsões correntes no mercado são pessimistas. O banco Goldman Sachs diz esperar que o declínio de empregos com carteira assinada deve continuar pelos próximos meses.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247