CVM fixa novo prazo de defesa para Eike e mais 7

Eike Batista e outros sete executivos que atuavam em empresas do grupo EBX terão até o dia 10 de janeiro para apresentar defesas; processo é por violar o artigo 6º da Instrução 358/02, que determina a divulgação imediata fato relevante caso uma informação escape ao controle

SAO PAULO, SP, 25.05.2012: O empresario Eike Batista participa da abertura de capital da CCX, de producao de carvao na Colombia. A próxima da lista podera ser a AUX, empresa de ouro do grupo EBX que tambem tem ativos na Colombia. (Foto: Danilo Verpa/Folha
SAO PAULO, SP, 25.05.2012: O empresario Eike Batista participa da abertura de capital da CCX, de producao de carvao na Colombia. A próxima da lista podera ser a AUX, empresa de ouro do grupo EBX que tambem tem ativos na Colombia. (Foto: Danilo Verpa/Folha (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO, 20 Dez (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) unificou e fixou um novo prazo para apresentação de defesas por Eike Batista e outros sete executivos que atuavam em empresas do grupo EBX, para o dia 10 de janeiro, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

O pedido de prorrogação foi feito por Rodolpho Tourinho Neto, Luiz do Amaral Pereira e Samir Zraick, que eram membros de Conselhos de diversas empresas do Grupo EBX, como LLX Logística, OGX e MPX Energia.

O processo também envolve o tunisiano Aziz Ben Ammar --assessor próximo de Eike--, Eduardo Karrer, José Gustavo de Souza Costa e Leonardo Pimenta Gadelha, por violar o artigo 6o da Instrução 358/02, que determina que as pessoas ligadas à administração da empresa são obrigadas a divulgar imediatamente fato relevante caso uma informação escape ao controle, ou se ocorrer oscilação fora do padrão do preço da ação da companhia.

(Por Roberta Vilas Boas)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247