CVM tenta criar factoide contra Dilma

Inquérito Administrativo da CVM, iniciado em 2014 e concluído em junho deste ano, responsabiliza a presidente deposta Dilma Rousseff e outros ex-membros do Conselho de Administração da Petrobrás no caso da compra da refinaria de Pasadena, em 2006; Dilma, no entanto, já foi inocentada do caso pelo TCU

CVM tenta criar factoide contra Dilma
CVM tenta criar factoide contra Dilma

247 - Faltando menos de uma semana para o início da campanha eleitoral, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulga um factoide contra a presidente deposta Dilma Rousseff, candidata ao Senado por Minas Gerais. 

Inquérito Administrativo da CVM, iniciado em 2014 e concluído em junho deste ano, responsabiliza Dilma e outros ex-membros do Conselho de Administração da Petrobrás no caso da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, realizada pela Petrobrás em 2006. O inquérito pede responsabilidade dos membros por ter "faltado com o dever de diligência quando da aprovação da aquisição" da refinaria.

O relatório causa estranheza, porque  Dilma Rousseff já foi inocentada no caso. Uma análise do Tribunal de Contas da União isentou o Conselho de Administração da Petrobras, então presidido por Dilma Rousseff, de ter cometido qualquer “ato de gestão irregular” na compra da refinaria de Pasadena. Relatório dos analistas do TCU e do Ministério Público de Contas contraria a versão de delatores como Delcídio do Amaral e Nestor Cerveró e mostra que eles mentiram para prejudicar Dilma (leia mais). 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247