CVM vai investigar JBS após delações

CVM investiga JBS após delações; nos áudios de Joesley Batista e Michel Temer, há a revelação de que a empresa obteve informações privilegiadas sobre a política de juros e de alterações cambiais; ao todo, a CVM abriu seis processos em nome da JBS neste ano, dois deles nesta semana; com a compra de dólares antes da divulgação das denúncias contra Temer, a empresa ganhou mais do que o suficiente para pagar as multas pelo envolvimento em ações de corrupção

CVM investiga JBS após delações; nos áudios de Joesley Batista e Michel Temer, há a revelação de que a empresa obteve informações privilegiadas sobre a política de juros e de alterações cambiais; ao todo, a CVM abriu seis processos em nome da JBS neste ano, dois deles nesta semana; com a compra de dólares antes da divulgação das denúncias contra Temer, a empresa ganhou mais do que o suficiente para pagar as multas pelo envolvimento em ações de corrupção
CVM investiga JBS após delações; nos áudios de Joesley Batista e Michel Temer, há a revelação de que a empresa obteve informações privilegiadas sobre a política de juros e de alterações cambiais; ao todo, a CVM abriu seis processos em nome da JBS neste ano, dois deles nesta semana; com a compra de dólares antes da divulgação das denúncias contra Temer, a empresa ganhou mais do que o suficiente para pagar as multas pelo envolvimento em ações de corrupção (Foto: Charles Nisz)

247 - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo para investigar o frigorífico JBS por conta das delações envolvendo o presidente Michel Temer, após a divulgação dos áudios da conversa entre Joesley Batista e o peemedebista. Com a divulgação das delações, foram publicadas notícias na imprensa de que o frigorífico teria se beneficiado por saber previamente informações sobre a alta dos juros e alterações cambiais.

No site da CVM, consta apenas a informação de abertura de dois processos nos últimos dois dias - um na quarta-feira, 17, e outro ontem, 18. A autarquia não informa o motivo da abertura dos processos. Por meio da sua assessoria de imprensa, comunicou apenas que divulgará detalhes das investigações em breve, em nota oficial.

Ao todo, a CVM abriu seis processos em nome da JBS neste ano, dois deles nesta semana. Com a compra de dólares antes da divulgação das denúncias contra Temer, a empresa ganhou mais do que o suficiente para pagar as multas pelo envolvimento em ações de corrupção. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247