Delta apresenta plano a credores

Empresa de Fernando Cavendish quer começar a pagar a maior parte de sua dívida de R$ 170 milhões a partir de 2014

Delta apresenta plano a credores
Delta apresenta plano a credores (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

247 – Proibida de participar de novas licitações, a Delta, de Fernando Cavendish, que depõe na CPI da Operação Monte Carlo na próxima quarta-feira, teve sua sentença de morte praticamente decretada.

Para tentar sobreviver, a empresa apresentou aos credores um plano de recuperação judicial que prevê o pagamento da maior parte das dívidas de R$ 170 milhões a partir de 2014. Cerca de R$ 120 milhões, o equivalente a 70%, serão pagos a partir de agosto de 2014. O pagamento ocorrerá em parcelas mensais, ao longo de sete anos. A dívida está concentrada em quatro bancos: Bradesco, Santander, Banco do Brasil e HSBC - nessa ordem. A construtora promete pagar o restante do débito - aproximadamente R$ 50 milhões - à medida que for recebendo o dinheiro por "serviços executados”.

No início deste ano, antes de estourar o escândalo que originou a CPI do Cachoeira e levou à lona o nome da Delta, a construtora executava obras no valor de R$ 220 milhões por mês e empregava 17 mil pessoas. Hoje, depois de todos os ajustes, toca obras de R$ 100 milhões por mês e reduziu o quadro a 8,6 mil empregados. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247