Depreciação do real faz brasileiros que vivem no exterior enviarem dólares para o Brasil

Os brasileiros que vivem e trabalham em outros países estão aproveitando a alta do dólar para enviar mais recursos para suas famílias no Brasil. O valor das remessas em janeiro foi de US$ 325 milhões

Cédulas de dólar
Cédulas de dólar (Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os brasileiros que vivem e trabalham em outros países estão aproveitando a alta do dólar para enviar mais recursos para suas famílias no Brasil. O valor das remessas em janeiro foi de US$ 325 milhões. 

É o maior valor para o mês desde o início das medições, que datam de 1995. 

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo informa que "apenas no mês passado, o dólar à vista subiu 6,8% em relação ao real. Considerando o período de 12 meses até janeiro deste ano, o avanço da moeda americana foi de 17,1%. Na prática, quando os brasileiros mandam os dólares para suas famílias no Brasil, a moeda americana está sendo trocada por mais reais, o que serve de estímulo para as transferências."

A matéria ainda acrescenta que "o caminho contrário, por sua vez, está menos vantajoso. Residentes no Brasil que enviam recursos para familiares no exterior estão enfrentando cotações mais desfavoráveis: eles precisam de mais reais para comprar dólares. Em função disso, essas remessas em janeiro foram de apenas US$ 186,5 milhões – abaixo dos US$ 204,0 milhões de janeiro de 2018."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247