Depressão de Temer derruba preços de imóveis

O Índice FipeZap, divulgado nesta sexta-feira, 2, mostra que a depressão econômica provocada pelo governo de Michel Temer segue derrubando o preço dos imóveis no País; indicador registrou queda de 0,16% no preço anunciado do metro quadrado para venda dos imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras; foi o maior recuo mensal desde o início da série história do indicador, há cinco anos, em junho de 2012

O Índice FipeZap, divulgado nesta sexta-feira, 2, mostra que a depressão econômica provocada pelo governo de Michel Temer segue derrubando o preço dos imóveis no País; indicador registrou queda de 0,16% no preço anunciado do metro quadrado para venda dos imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras; foi o maior recuo mensal desde o início da série história do indicador, há cinco anos, em junho de 2012
O Índice FipeZap, divulgado nesta sexta-feira, 2, mostra que a depressão econômica provocada pelo governo de Michel Temer segue derrubando o preço dos imóveis no País; indicador registrou queda de 0,16% no preço anunciado do metro quadrado para venda dos imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras; foi o maior recuo mensal desde o início da série história do indicador, há cinco anos, em junho de 2012 (Foto: Aquiles Lins)

247 - O Índice FipeZap, divulgado nesta sexta-feira, 2, mostra que a depressão econômica provocada pelo governo de Michel Temer segue derrubando o preço dos imóveis no País. 

Indicador registrou queda de 0,16% no preço anunciado do metro quadrado para venda dos imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras. Foi o maior recuo mensal desde o início da série história do indicador, há cinco anos, em junho de 2012. 

No acumulado do ano, o preço dos imóveis tem leve recuo de 0,08%. Contudo, nos últimos 12 meses o valor sobe 0,46%, frente à inflação oficial acumulada de 3,75% no período, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Em maio, o valor médio do metro quadrado nas cidades monitoradas foi de R$ 7.682.

Rio de Janeiro se manteve como a cidade com os imóveis mais caros do país, a R$ 10.132 por metro quadrado, seguida por São Paulo, a R$ 8.683, e Distrito Federal, a R$ 8.435. Já as cidades com o valor médio por metro quadrado mais baixo foram Contagem (R$ 3.519), Goiânia (R$ 4.121) e Vila Velha (R$ 4.644), segundo o FipeZap.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247