Deputado acusa Temer de tentar enfraquecer Casa da Moeda

Para o deputado Enio Verri (PT-PR), a ação que autoriza o Banco Central a comprar papel moeda emitido no exterior, por meio da medida provisória 745/16, editada na última sexta-feira, é uma forma de "tentar enfraquecer a Casa da Moeda do Brasil, com o objetivo de justificar uma posterior privatização da empresa pública"

Para o deputado Enio Verri (PT-PR), a ação que autoriza o Banco Central a comprar papel moeda emitido no exterior, por meio da medida provisória 745/16, editada na última sexta-feira, é uma forma de "tentar enfraquecer a Casa da Moeda do Brasil, com o objetivo de justificar uma posterior privatização da empresa pública"
Para o deputado Enio Verri (PT-PR), a ação que autoriza o Banco Central a comprar papel moeda emitido no exterior, por meio da medida provisória 745/16, editada na última sexta-feira, é uma forma de "tentar enfraquecer a Casa da Moeda do Brasil, com o objetivo de justificar uma posterior privatização da empresa pública" (Foto: Gisele Federicce)

247 - O deputado Enio Verri (PT-PR) e o presidente em exercício do Sindicato Nacional dos Trabalhadores na Indústria Moedeira, Roni da Silva Oliveira, acusaram nesta segunda-feira 19 o governo de Michel Temer de tentar enfraquecer a Casa da Moeda do Brasil, a fim de justificar uma posterior privatização da empresa pública.

O motivo para a crítica está na assinatura da medida provisória (MP) 745/16, editada pelo governo na última sexta-feira 16, que autoriza o Banco Central a comprar papel moeda emitido no exterior.

"Estamos discutindo a transferência de uma competência do Estado produzir sua própria moeda, terceirizando para a iniciativa privada, o que pode ser o início para se fazer de forma definitiva depois, que, com certeza será para os EUA", avalia Verri, segundo texto publicado no site da bancada do PT na Câmara.

"Isso está dentro do conceito desse governo golpista de retirar a exclusividade da Caixa para administrar o FGTS e o fim do regime de partilha e a volta da concessão para o pré-sal. Prefiro entender que essa MP está dentro de um contexto maior de redução do papel do Estado e, principalmente, de subordinação desse governo golpista a um sistema rentista, ligado ao capital internacional", acrescentou o deputado.

Para o presidente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores na Indústria Moedeira, Roni da Silva Oliveira, abrir a possibilidade da contratação de instituição estrangeira para emissão de papel moeda nacional é caminhar no sentido da privatização da empresa pública. "Uma vez que a produção do nosso dinheiro é uma questão de soberania nacional, entregar isso para instituições estrangeiras significa mais um passo para a privatização da nossa empresa, assim como as demais estatais que esse governo golpista pretende privatizar", ressaltou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247