Desalento de trabalhadores bate recorde no País

A população inativa, formada por aqueles que nem trabalham nem buscam trabalho, avançou para 65,413 milhões de pessoas, nível recorde dentro da série histórica iniciada em 2012; em um ano, 1,001 milhão aderiu à inatividade em todo o País; como não são considerados desempregados, isso acaba melhorando, por efeito estatístico, a taxa de ocupação

Desalento de trabalhadores bate recorde no País
Desalento de trabalhadores bate recorde no País

247 - Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) mostram que bateu recorde o número de pessoas em idade de trabalhar que deixam de procurar emprego por acreditarem que não conseguiriam uma vaga. 

O desalento entre os trabalhadores impediu um avanço na taxa de desemprego no País, que ficou em 12,7% no trimestre encerrado em maio, ou 13,2 milhões de pessoas sem trabalho, segundo o IBGE.

A população inativa, formada por aqueles que nem trabalham nem buscam trabalho, avançou para 65,413 milhões de pessoas, nível recorde dentro da série histórica iniciada em 2012. Em um ano, 1,001 milhão aderiu à inatividade em todo o País. Como não são considerados desempregados, isso acaba melhorando, por efeito estatístico, a taxa de ocupação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247