Dilma quer incluir MTST no Minha Casa, Minha Vida

Grupo de sem-teto que reuniu mais de 12 mil pessoas em torno do Itaquerão na última quarta-feira pode se beneficiar do programa de habitação popular do governo federal; objetivo é evitar radicalização durante a Copa do Mundo; entre as exigências do grupo está a desapropriação de uma área ocupada por 4 mil famílias, chamada de Copa do Povo, perto do estádio e o governo estuda comprar o terreno

Dilma quer incluir MTST no Minha Casa, Minha Vida
Dilma quer incluir MTST no Minha Casa, Minha Vida

247 – O governo federal tenta neutralizar a ação do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, às vésperas da Copa do Mundo. A saída seria incluir o MTST entre os beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida, segundo informa reportagem dos jornalistas Natuza Nery e Valdo Cruz (leia mais aqui), na Folha de S. Paulo.

Na última quarta-feira, o MTST levou 12 mil pessoas à porta da Arena Corinthians, o Itaquerão, onde, na próxima quinta-feira, Brasil e Croácia iniciam a Copa do Mundo. Entre as exigências do grupo está a desapropriação de uma área ocupada por 4 mil famílias, chamada de Copa do Povo, perto do estádio e o governo estuda comprar o terreno para incluí-lo num programa de habitação popular subsidiada.

De acordo com a reportagem, o MTST pode ser incluído entre as entidades aptas a executar obras do Minha Casa, Minha Vida. "A intenção do governo, porém, é atrair coletivamente o MTST para a iniciativa como entidade, negociando uma verba considerada suficiente pelo movimento para atender seus integrantes no curto e médio prazos", diz o texto dos repórteres. Eles informam que o MTST é visto como o grupo com maior capacidade de mobilização durante a Copa. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247