Dívida interna poder ir a quase 80% do PIB

O Banco Central, comandado por Ilan Goldfajn, projetou nesta terça-feira que a dívida bruta brasileira fechará 2017 a 76,9 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), acima do patamar de 71,0 por cento estimado para 2016; definitivamente, o golpe quebrou o Brasil

Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn 15/9/2016 REUTERS/Adriano Machado
Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn 15/9/2016 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Leonardo Attuch)

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central projetou nesta terça-feira que a dívida bruta brasileira fechará 2017 a 76,9 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), acima do patamar de 71,0 por cento estimado para 2016.

As projeções levam em conta a expectativa de déficit primário de 163,9 bilhões de reais para o setor público consolidado neste ano, e rombo de 143,1 bilhões de reais para o ano que vem, ambos fixados em lei.

(Por Marcela Ayres)

Ao vivo na TV 247 Youtube 247