Do G-20, Brasil foi o que menos cresceu no 3º trimestre

PIB brasileiro caiu 0,5% no período, em relação ao trimestre anterior; para a OCDE, esse resultado pode ser explicado em parte como reflexo do "notável" crescimento de 1,8% no segundo trimestre; entre as principais economias do mundo, a França também apresentou queda e a China teve o maior crescimento (2,2%)

PIB brasileiro caiu 0,5% no período, em relação ao trimestre anterior; para a OCDE, esse resultado pode ser explicado em parte como reflexo do "notável" crescimento de 1,8% no segundo trimestre; entre as principais economias do mundo, a França também apresentou queda e a China teve o maior crescimento (2,2%)
PIB brasileiro caiu 0,5% no período, em relação ao trimestre anterior; para a OCDE, esse resultado pode ser explicado em parte como reflexo do "notável" crescimento de 1,8% no segundo trimestre; entre as principais economias do mundo, a França também apresentou queda e a China teve o maior crescimento (2,2%) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Brasil teve o pior desempenho econômico no terceiro trimestre este ano, entre os países membros do G-20 (principais economias do mundo). A informação consta do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado hoje (12).

No Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu 0,5% no terceiro trimestre deste ano, em relação ao trimestre anterior.

A OCDE destacou que essa foi a primeira contração desde o primeiro trimestre de 2009. Para a organização, esse resultado pode ser explicado em parte como reflexo do "notável" crescimento de 1,8% no segundo trimestre.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já havia admitido, no último dia 3, que o Brasil teve o pior desempenho entre os países do G-20 e dos Brics (Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul), no terceiro trimestre. O ministro argumentou, entretanto, que os números revisados do PIB do segundo trimestre indicam resultado inverso, com a economia brasileira tendo crescimento maior que a dos integrantes dos dois blocos.

Entre os países do G-20, a França também apresentou queda (0,1%). A China registrou o maior crescimento, com 2,2%, seguida pela Índia, onde o PIB cresceu 1,9%. Nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, a expansão do PIB ficou em 0,9%, 0,8% e 0,7%, respectivamente. No México, o crescimento foi 0,8%, enquanto na Itália houve estabilidade.

O PIB de todo os países membros do G-20 totalizou 0,9%, no terceiro trimestre, depois da expansão de 0,8% no segundo trimestre.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247