Dólar fecha quarta semana de alta ante o real

A moeda norte-americana saltou 5,42% no somatório das quatro semanas seguidas de ganhos, diante da fraqueza da economia brasileira e das tensões internacionais

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta sexta-feira e engatou a quarta semana consecutiva de valorização, numa semana marcada pelo acirramento das disputas comerciais entre norte-americanos e chineses que elevou temores sobre uma recessão global.

O dólar à vista fechou em alta de 0,39%, a 3,942 reais na venda. Na semana, a moeda acumulou valorização de 1,30%.

Na B3, o dólar futuro tinha elevação de 0,50%, para 3,9465 reais.

O dólar subiu em oito das últimas dez sessões, num movimento puxado sobretudo pelo ambiente internacional, onde escalaram preocupações com a economia global conforme China e EUA endureciam o tom na batalha tarifária enfrentada entre ambos há mais de um ano.

A moeda norte-americana saltou 5,42% no somatório das quatro semanas seguidas de ganhos. Mas tamanha apreciação começa a alimentar expectativas de alguma correção de baixa.

“Acreditamos que o movimento recente do real foi mais intenso do que seria consistente com os fundamentos atuais e o aumento do prêmio de risco”, disseram analistas do Itaú Unibanco, que veem espaço para “alguma apreciação”. O Itaú manteve estimativa de dólar a 3,80 reais ao fim de 2019, mas vê a cotação indo aos 4 reais no término de 2020.

Nesta semana, o dólar futuro bateu 4,0000 reais pela primeira vez desde 31 de maio.

Analistas do Bradesco consideram que os efeitos do quadro externo mais turbulento são “transitórios”. Por isso, mantiveram expectativa de dólar a 3,80 reais para o fim de 2019 e 2020.

“Os fundamentos das contas externas e a melhora da perspectiva de solvência fiscal devem levar a uma apreciação adicional da moeda, uma vez passada essa fase de maior volatilidade”, afirmou o Bradesco em relatório.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247