Economista tucano propõe corte de salário ou demissão de servidor

"O governo, quando se vê com excesso de gasto com funcionalismo, não tem como resolver diante da norma constitucional da irredutibilidade dos salários nominais e a garantia de emprego dos funcionários públicos. Isso precisa ser resolvido: ou permitir que salários sejam reduzidos ou que possam ser demitidos quando se tornarem ociosos, desnecessários ou excessivamente custosos", diz o economista Edmar Bacha, um dos formuladores do PSDB

BACHA9 - RJ - 05/10/2010 - EDMAR BACHA - ECONOMIA OE JT - Entrevista com o economista Edmar Bacha, no Leblon, zona sul Rio de Janeiro. Foto: WILTON JUNIOR/AGENCIA ESTADO/AE
BACHA9 - RJ - 05/10/2010 - EDMAR BACHA - ECONOMIA OE JT - Entrevista com o economista Edmar Bacha, no Leblon, zona sul Rio de Janeiro. Foto: WILTON JUNIOR/AGENCIA ESTADO/AE (Foto: Leonardo Attuch, attuch)

247 – Em entrevista à jornalista Renata Agostini, o economista Edmar Bacha, um dos formuladores do PSDB, defende a redução dos salários do funcionalismo público ou a possibilidade de demissões. "As receitas já vêm pré-amarradas. Temos de dar mais flexibilidade. Outro problema é que o governo, quando se vê com excesso de gasto com funcionalismo, não tem como resolver diante da norma constitucional da irredutibilidade dos salários nominais e a garantia de emprego dos funcionários públicos. Isso precisa ser resolvido: ou permitir que salários sejam reduzidos ou que possam ser demitidos quando se tornarem ociosos, desnecessários ou excessivamente custosos", diz ele.

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247