Eletrobras busca R$ 1 bi para socorrer distribuidoras

A Eletrobras está tentando catar R$ 1 bilhão em empréstimos junto ao mercado para socorrer as concessionárias de distribuição de energia da holding; estatal cnfirmou que "foram consultadas instituições públicas e privadas", mas não adiantou os bancos procurados "para não comprometer o resultado das negociações"; Eletrobras pretende obter R$ 250 milhões ainda neste ano, com previsão de ingresso dos recursos em caixa até o final de novembro; outros R$ 750 milhões viriam "no primeiro semestre de 2016"

A Eletrobras está tentando catar R$ 1 bilhão em empréstimos junto ao mercado para socorrer as concessionárias de distribuição de energia da holding; estatal cnfirmou que "foram consultadas instituições públicas e privadas", mas não adiantou os bancos procurados "para não comprometer o resultado das negociações"; Eletrobras pretende obter R$ 250 milhões ainda neste ano, com previsão de ingresso dos recursos em caixa até o final de novembro; outros R$ 750 milhões viriam "no primeiro semestre de 2016"
A Eletrobras está tentando catar R$ 1 bilhão em empréstimos junto ao mercado para socorrer as concessionárias de distribuição de energia da holding; estatal cnfirmou que "foram consultadas instituições públicas e privadas", mas não adiantou os bancos procurados "para não comprometer o resultado das negociações"; Eletrobras pretende obter R$ 250 milhões ainda neste ano, com previsão de ingresso dos recursos em caixa até o final de novembro; outros R$ 750 milhões viriam "no primeiro semestre de 2016" (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Luciano Costa, Reuters - A estatal brasileira de energia Eletrobras está em busca de 1 bilhão de reais em empréstimos junto ao mercado financeiro, sendo que os recursos seriam utilizados em socorro a concessionárias de distribuição de energia da holding, algumas delas em dificuldades financeiras, segundo informações passadas pela companhia à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e obtidas pela Reuters.

Questionada pela Reuters sobre a operação, a estatal afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que "foram consultadas instituições públicas e privadas", mas não adiantou os bancos procurados "para não comprometer o resultado das negociações".

De acordo com documento enviado à Aneel, a Eletrobras pretende obter 250 milhões de reais ainda neste ano, com previsão de ingresso dos recursos em caixa até 30 de novembro; outros 750 milhões de reais viriam "no primeiro semestre de 2016".

As distribuidoras do Grupo Eletrobras, que atuam em Estados como Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima, enfrentam recorrentes prejuízos causados por perdas e furtos de energia, além de inadimplência dos consumidores.

Uma dessas empresas, a Ceal, que atende o Alagoas, chegou a ficar inadimplente junto a operações na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com uma dívida que, segundo a Eletrobras é de 62,5 milhões de reais.

Devido a essa dívida, a concessionária está impedida pela Aneel de reajustar as tarifas, conforme previsto pelas regras do setor elétrico.

Em carta à Aneel, a Ceal se comprometeu a "quitar o débito junto à CCEE até novembro deste ano".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247