Em Harvard, criador do Facebook defende renda básica universal

Discurso do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a formandos da universidade de Harvard deste ano foi marcado pela defesa da renda mínima pelos Estados a seus cidadãos; "Chegou a hora de nossa geração definir um novo contrato social. Deveríamos explorar ideias como a da renda básica universal para garantir que todos tenham segurança para testar novas ideias", disse Zuckerberg; proposta semelhante, intitulada de 'Renda Básica da Cidadania foi feita feita pelo ex-senador Eduardo Suplicy (PT) em 2004; projeto, porém, nunca foi regulamentado pelo Congresso

Discurso do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a formandos da universidade de Harvard deste ano foi marcado pela defesa da renda mínima pelos Estados a seus cidadãos; "Chegou a hora de nossa geração definir um novo contrato social. Deveríamos explorar ideias como a da renda básica universal para garantir que todos tenham segurança para testar novas ideias", disse Zuckerberg; proposta semelhante, intitulada de 'Renda Básica da Cidadania foi feita feita pelo ex-senador Eduardo Suplicy (PT) em 2004; projeto, porém, nunca foi regulamentado pelo Congresso
Discurso do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a formandos da universidade de Harvard deste ano foi marcado pela defesa da renda mínima pelos Estados a seus cidadãos; "Chegou a hora de nossa geração definir um novo contrato social. Deveríamos explorar ideias como a da renda básica universal para garantir que todos tenham segurança para testar novas ideias", disse Zuckerberg; proposta semelhante, intitulada de 'Renda Básica da Cidadania foi feita feita pelo ex-senador Eduardo Suplicy (PT) em 2004; projeto, porém, nunca foi regulamentado pelo Congresso (Foto: Paulo Emílio)

247 - O discurso do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a formandos da universidade de Harvard deste ano foi marcado pela defesa de um tema incomum para que costuma tratar de tecnologia, redes digitais e empreendedorismo: a defesa da renda mínima pelos Estados a seus cidadãos.

Em sua fala, Zuckerberg defendeu a necessidade de que a população, independentemente de sua condição sócioeconômica, tenha recursos para bancar despesas básicas como saúde, alimentação e moradia. A defesa do criador do Faceboook é semelhante a proposta feita pelo ex-senador Eduardo Suplicy (PT) que foi chamado por ele de 'Renda Básica da Cidadania', que apesar de ter se tornado lei em 2004, nunca foi regulamentado pelo Congresso.

"Chegou a hora de nossa geração definir um novo contrato social. Deveríamos explorar ideias como a da renda básica universal para garantir que todos tenham segurança para testar novas ideias", disse Zuckerberg em seu discurso, segundo a Época Negócios

Leia a íntegra da matéria sobre o assunto. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247