Em meio à pandemia da Covid-19, varejo perdeu mais de 135 mil lojas no segundo trimestre

Levantamento da CNC aponta que o varejo perdeu 135,2 mil lojas entre abril e junho deste ano. Número corresponde a 10% do total de estabelecimentos verificado antes da pandemia

Pessoas passam em frente a loja em rua comercial de São Paulo
Pessoas passam em frente a loja em rua comercial de São Paulo (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC) aponta que o varejo perdeu 135,2 mil lojas entre abril e junho deste ano. O número corresponde a 10% do total de estabelecimentos verificado antes da pandemia do novo coronavírus e supera a perda anual registrada em 2016, que foi de 105,3 mil lojas. 

Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, a crise do setor coincidiu com a edição de diversos decretos estaduais e municipais que restringiram total ou parcialmente a circulação dos consumidores em estabelecimentos comerciais. “As vendas presenciais, historicamente a principal modalidade de consumo por parte da população, tiveram o volume muito reduzido neste período”, disse. 

A previsão da CNC é que o setor chegue ao fim de 2020 com menos 88,7 mil estabelecimentos, em comparação com o ano passado, totalizando 1,252 milhão de lojas em todo o País.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247