Em meio à pandemia, EUA fecham 20,5 milhões de postos de trabalho em abril

Relatório mensal do Departamento do Trabalho dos EUA também mostrou alta da taxa de desemprego para 14,7% no mês passado, quebrando o recorde pós-Segunda Guerra Mundial de 10,8% atingido em novembro de 1982

Pessoas se reúnem em frente ao Departamento do Trabalho do Estado de Nova York 20/03/2020
Pessoas se reúnem em frente ao Departamento do Trabalho do Estado de Nova York 20/03/2020 (Foto: REUTERS/Andrew Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A economia norte-americana perdeu impressionantes 20,5 milhões de postos de trabalho em abril, a queda mais acentuada no emprego desde a Grande Depressão, e o sinal mais marcante até agora de como a pandemia de coronavírus está afetando a maior economia do mundo.

O relatório mensal de emprego do Departamento do Trabalho dos EUA divulgado nesta sexta-feira também mostrou alta da taxa de desemprego para 14,7% no mês passado, quebrando o recorde pós-Segunda Guerra Mundial de 10,8% atingido em novembro de 1982.

Economistas consultados pela Reuters previam fechamento de 22 milhões de vagas fora do setor agrícola. Os dados de março foram revisados ​​para mostrar 870 mil empregos perdidos, em vez dos 701 mil relatados anteriormente.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247