Em meio a sanções, nações africanas aumentaram as importações de produtos petrolíferos da Rússia

A exportação de produtos petrolíferos russos foi aumentada pela Nigéria, Marrocos, Sudão, Costa do Marfim, Senegal e Togo

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


Sputnik - Vários países africanos aumentaram as importações de produtos petrolíferos da Rússia depois que a União Europeia impôs sanções a Moscou, informou a mídia nesta quinta-feira (22).

As exportações russas de diesel para a África aumentaram de 0,8 para 1 milhão de toneladas, enquanto as entregas de gasolina e nafta aumentaram para 200 mil toneladas, informou o portal de notícias Ripples Nigeria, citando o provedor de dados de mercado Refinitiv.

A exportação de produtos petrolíferos russos foi aumentada pela Nigéria, Marrocos, Sudão, Costa do Marfim, Senegal e Togo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Rússia enfrentou sanções maciças impostas pela União Europeia, Estados Unidos e alguns outros países por sua operação militar na Ucrânia, lançada em 24 de fevereiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No começo deste mês, o presidente da União Africana pediu a suspensão de sanções sobre trigo e fertilizantes russos.

Macky Sall, que também é presidente de Senegal, afirmou que Vladimir Putin expressou "sua disponibilidade para facilitar a exportação de grãos ucranianos".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em reunião com o presidente russo Vladimir Putin, em Sochi, o líder senegalês observou que as sanções contra a Rússia cortaram o acesso dos países africanos "aos grãos, especialmente ao trigo russo e, o mais importante, aos fertilizantes".

"Existem dois problemas principais: a crise [de alimentos] e as sanções. Temos que trabalhar para resolver esses dois problemas e, assim, eliminar as sanções sobre os produtos alimentícios, em particular grãos e fertilizantes", disse Sall.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Logo após a reunião no começo de junho, o líder senegalês tuitou que "o presidente Putin expressou sua disponibilidade para facilitar a exportação de grãos ucranianos. A Rússia está pronta para garantir a exportação de seu trigo e fertilizantes".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email