Em nota, Joaquim Levy diz que não criticou Dilma

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, por meio de nota, que a frase dita por ele durante uma palestra realizada para ex-alunos da Universidade de Chicago , onde afirmava que a presidente Dilma Rousseff era bem intencionada, mas nem sempre agia de forma efetiva, foi mal interpretada; "O ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação da política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da Exma Sra. Presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas tomadas têm a efetividade esperada", escreveu

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, por meio de nota, que a frase dita por ele durante uma palestra realizada para ex-alunos da Universidade de Chicago , onde afirmava que a presidente Dilma Rousseff era bem intencionada, mas nem sempre agia de forma efetiva, foi mal interpretada; "O ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação da política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da Exma Sra. Presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas tomadas têm a efetividade esperada", escreveu
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, por meio de nota, que a frase dita por ele durante uma palestra realizada para ex-alunos da Universidade de Chicago , onde afirmava que a presidente Dilma Rousseff era bem intencionada, mas nem sempre agia de forma efetiva, foi mal interpretada; "O ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação da política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da Exma Sra. Presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas tomadas têm a efetividade esperada", escreveu (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, por meio de nota, que a frase dita por ele durante uma palestra realizada para ex-alunos da Universidade de Chicago , onde afirmava que a presidente Dilma Rousseff era bem intencionada, mas nem sempre agia de forma efetiva, foi mal interpretada.

No texto, "o ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação da política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da Exma Sra. Presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas tomadas têm a efetividade esperada", escreveu.

Levy destaca, ainda, que a nota é de cunho pessoal e não tem caráter oficial, já que a conversa com os universitários foi feita de maneira informal acabou sendo reproduzida por veículos de comunicação online. "Isto não é uma nota oficial, mas uma manifestação pessoal do ministro". Levy já havia criticado a gestão da política econômica ao longo do primeiro mandato da presidente Dilma, mas esta foi a primeira crítica direta contra ela.

O Palácio do Planalto não se pronunciou sobre o episódio.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247