Em prévia, PIB encolhe 0,68% no tri e agrava risco de recessão

Segundo dados do BC, a prévia do Produto Interno Bruto (PIB) registrou queda de 0,28% em março na comparação com o mês anterior e encerrou o primeiro trimestre com uma retração de 0,68%; BC já havia reconhecido a "probabilidade relevante" de queda da economia pelo segundo trimestre consecutivo, o que pode levar o país a um quadro de recessão técnica 

Em prévia, PIB encolhe 0,68% no tri e agrava risco de recessão
Em prévia, PIB encolhe 0,68% no tri e agrava risco de recessão (Foto: REUTERS/Nacho Doce)

247 - Segundo dados do Banco Central, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que funciona como uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), registrou queda de 0,28% em março na comparação com o mês anterior e encerrou o primeiro trimestre com uma retração de 0,68%. Nesta semana, o BC havia reconhecido a "probabilidade relevante" de queda da economia pelo segundo trimestre consecutivo, o que pode levar o país a um quadro de recessão técnica (leia no Brasil 247).

O dado negativo da prévia do PIB agrava o risco de que o país entre em uma recessão técnica, já que a revisão do PIB do último trimestre de 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou para um crescimento de apenas 0,1%.

Confira a matéria da agência Reuters sobre a prévia do PIB.

Reuters - O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve contração de 0,28% em março na comparação com o mês anterior e encerrou o primeiro trimestre com contração de 0,68%, segundo dados dessazonalizados divulgados pelo BC nesta quarta-feira.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de recuo de 0,20% em março sobre fevereiro.

Na comparação com março de 2018, o IBC-Br apresentou queda de 2,52% e, no acumulado em 12 meses, teve alta de 1,05%, segundo números observados

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247