Embraer confirma processo de venda para a Boeing

Falando no Singapore Airshow, o presidente da unidade de aviação comercial da Embraer, John Slattery, disse em uma coletiva de imprensa que a Embraer ainda não recebeu uma proposta da Boeing; "O único motivo para isso é que as partes continuam a trabalhar na identificação de estruturas que possam funcionar", disse ele

Falando no Singapore Airshow, o presidente da unidade de aviação comercial da Embraer, John Slattery, disse em uma coletiva de imprensa que a Embraer ainda não recebeu uma proposta da Boeing; "O único motivo para isso é que as partes continuam a trabalhar na identificação de estruturas que possam funcionar", disse ele
Falando no Singapore Airshow, o presidente da unidade de aviação comercial da Embraer, John Slattery, disse em uma coletiva de imprensa que a Embraer ainda não recebeu uma proposta da Boeing; "O único motivo para isso é que as partes continuam a trabalhar na identificação de estruturas que possam funcionar", disse ele (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

CINGAPURA (Reuters) - A Embraer SA, as autoridades brasileiras e a Boeing ainda estão em negociações para uma possível combinação entre as duas fabricantes de aeronaves, disse um alto funcionário da Embraer na quarta-feira.

Falando no Singapore Airshow, o presidente da unidade de aviação comercial da Embraer, John Slattery, disse em uma coletiva de imprensa que a Embraer ainda não recebeu uma proposta da Boeing.

"O único motivo para isso é que as partes continuam a trabalhar na identificação de estruturas que possam funcionar", disse ele.

Já a Boeing disse que as principais questões para a formação da parceria ainda estão sendo negociadas, e enfatizou que o preço deve fazer sentido para todos os interessados.

"Nossas conversas continuam avançando de forma produtiva, mas há questões-chave que permanecem", disse Phil Musser, vice-presidente sênior de comunicações da Boeing, à Reuters.

"Conforme observado durante a conferência sobre os resultados, esta é uma combinação vencedora, mas não é uma 'necessidade' para a Boeing. Os termos finais e o preço devem gerar o melhor valor para os nossos clientes, investidores e países para fornecer uma ótima plataforma para sucesso", disse ele em uma entrevista no Singapore Airshow.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247