Empresários brasileiros se preparam para 2ª feira de importações na China

A participação brasileira na segunda exposição Internacional de Importação e Exportação da China, a ser realizada em Xangai, no final de 2019, deu a arrancada na última sexta-feira (14) com um fórum organizado pela Fiesp, Apex, CNI e Consulado Geral da China em São Paulo; na primeira exposição, em novembro último, o Brasil foi um dos 12 países convidados; a presença brasileira é considerada fundamental para aumentar ainda mais o comércio bilateral de US$90 bilhões, em que o Brasil obtém superávit de US$26 bilhões  

Empresários brasileiros se preparam para 2ª feira de importações na China
Empresários brasileiros se preparam para 2ª feira de importações na China

247 - Realizou-se na última sexta-feira (14), em São Paulo, o Fórum Empresarial preparatório da 2ª edição da Exposição Internacional de Importação e exportação da China.

O Fórum foi uma iniciativa conjunta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Birô chinês de organização da exposição e o Consulado Geral da China em São Paulo.

A abertura do evento foi feita pela cônsul geral da China em São Paulo, Chen Peijie, que ressaltou o alto nível das relações diplomáticas e comerciais entre o Brasil e a China, elevadas ao grau de Parceria Estratégica Abrangente.

José Ricardo Roriz Coelho, vice-presidente da Fiesp, Augusto Castro, gerente do núcleo China da Apex e Harry Chiang, diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp também foram oradores. Elogiaram a primeira exposição realizada em Xangai em novembro último e enalteceram a presença de empresários brasileiros. Os representantes da Fiesp e Apex fizeram um apelo para uma ainda maior e mais organizada presença brasileira na segunda exposição, a ser realizada em finais de 2019.

Destacando a importância para o mundo empresarial brasileiro de fazer negócios com o grande país asiático e levar produtos brasileiros de alto valor agregado às prateleiras das lojas e supermercados chineses, os representantes das associações do empresariado anunciaram que já estão abertas as inscrições para as empresas brasileiras participarem da feira de importação e exportação da China.

A Exposição Internacional de Importação e Exportação da China é uma iniciativa organizada pelo Ministério do Comércio da China que promove as exportações de produtos estrangeiros à quele país. A feira tem perfil multissetorial e impressionou pelas grandes proporções de oportunidade de negócios gerados. Com expositores de mais de 120 países, em uma área de exibição (foto) de 240.000 m2, a feira contou com a visita de mais de 300 mil compradores. A China tem a expectativa de importar mais de US10 trilhões nos próximos cinco anos.

A China é desde 2009 o maior parceiro comercial do Brasil. A corrente de comércio entre os dois países já ultrapassa os 90 bilhões de dólares, com superávit brasileiro de 26 bilhões de dólares.

A presença brasileira na segunda Exposição Internacional de Importação e exportação da China poderá incrementar ainda mais estes números. Na primeira exposição, em novembro último, o Brasil foi um dos 12 países categorizados como convidados especiais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247