Empresas de Eike acumulam prejuízo de R$ 1,15 bi

Soma refere-se apenas aos seis primeiros meses de 2012 e é maior que as perdas registradas em todo o ano de 2011. O valor de mercado das "empresas X" já caiu R$ 24,4 bi este ano

Empresas de Eike acumulam prejuízo de R$ 1,15 bi
Empresas de Eike acumulam prejuízo de R$ 1,15 bi (Foto: Lula Marques / Folha imagem)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As empresas de capital aberto de Eike Batista -- LLX Log, MMX Miner, MPX Energia, OGX Petróleo, OSX Brasil e Portx -- tiveram um prejuízo acumulado de R$ 1,15 bilhão no primeiro semestre de 2012. O valor é maior do que as perdas registradas em todo o ano de 2011, que chegaram a R$ 1,02 bilhão.

No segundo trimestre de 2012 (abril a junho), o prejuízo foi de R$ 976,8 milhões, sendo a MMX Miner a que teve a perda mais vultosa no período, de R$ 392,2 milhões. A segunda empresa com maior volume de prejuízos foi a OGX Petróleo, com R$ 390,0 milhões (veja abaixo todas as empresas individualmente).

O valor de mercado das empresas de Eike Batista, no ano de 2012, caiu R$ 24,4 bilhões. Em dezembro de 2011, as empresas valiam R$ 63 bilhões, contra R$ 38,6 bilhões em 14 de agosto de 2012 (veja o valor de mercado das empresas abaixo).

Os dados são da Economatica. No caso da CCX, para o comparativo, a consultoria considerou o início do valor de mercado em 25 de maio de 2012, data do inicio das negociações da mineradora na Bovespa, e não em 31 de dezembro de 2011.

OGX: Culpa do câmbio e poços secos

Em teleconferência, o diretor financeiro da OGX, Roberto Monteiro, disse que o câmbio provocou despesa financeira líquida de R$ 356 milhões à petroleira no primeiro semestre deste ano. Segundo Monteiro, poços secos também provocaram despesas contábeis de R$ 165 milhões no período.

O balanço do segundo trimestre mostrou que a OGX teve prejuízo 255% superior ante o mesmo período de 2011, chegando a R$ 398,6 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa ficou negativo em R$ 110 milhões entre abril e junho, ante Ebitda negativo de R$ 107,5 milhões no mesmo trimestre do ano passado.

Na Bolsa

Às 11h07, as ações da OGX Petróleo (OGXP3) recuavam 2,42%, valendo R$ 6,04, no pregão desta quarta-feira, 15. No mesmo horário, o Ibovespa registrava queda de 0,26%, aos 57.931 pontos. Os papéis da petrolífera chegaram a recuar 4,04% na sua mínima do intraday.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email