Enquanto FMI prevê queda de 9,1% do PIB, Guedes diz que 'Brasil vai surpreender o mundo' na retomada

"É um povo valente. Vamos furar as duas ondas e sair do lado de lá", disse o ministro Paulo Guedes durante a live semanal ao vivo de Jair Bolsonaro

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro em live semanal (25.6.20)
Paulo Guedes e Jair Bolsonaro em live semanal (25.6.20) (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Durante participação na live semanal de Jair Bolsonaro nesta quinta-feira, 25, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a repetir o discurso de que o Brasil irá retomar sua atividade econômica em meio à pandemia. 

"O Brasil vai surpreender o mundo. É um povo valente. Vamos furar as duas ondas e sair do lado de lá", disse Guedes na transmissão semanal.

O Fundo Monetário Internacional (FMI), no entanto, projeta para 2020 a maior recessão de todos os tempos no Brasil, com queda de 9,1% do Produto Interno Bruto (PIB). 

O ministro Paulo Guedes comentou também sobre o futuro do auxílio emergencial. “Adequação. 1200 reais em 3 parcelas. Deve ser 500, 400 e 300 reais. A ideia do auxílio é atender aos desassistidos, mas a economia espera que volte a funcionar. Abrir pra funcionar", afirmou. 

Ao comentar sobre os números do programa, Paulo Guedes classificou parte dos beneficiários como “empreendedores”. “Esperávamos 40 milhões, mas foram 60 milhões, 20 milhões do Bolsa Família e 40 milhões de invisíveis. Nesse invisíveis tem aí uns 10 milhões que são realmente fragilizados e os outros são os empreendedores. É o chofer do taxi, a faxineira”, disse.

Assista:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247