Está inadimplente? Como se planejar para ficar livre das dívidas

Má gestão do dinheiro. Parece desagradável e você provavelmente não quer nada com isso.

Está inadimplente? Como se planejar para ficar livre das dívidas
Está inadimplente? Como se planejar para ficar livre das dívidas (Foto: Divulgação)

Má gestão do dinheiro. Parece desagradável e você provavelmente não quer nada com isso. No entanto, boa parte dos brasileiros não gerencia seu dinheiro adequadamente. No início de 2019, 60% da população estava inadimplente segundo dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Dessas, 9,1% disse não ter dinheiro para pagar as dívidas e que continuariam endividados.

Ainda assim, há esperança para você se você se encontrar nesse grupo. Além de poder apostar na Mega Semana, existem algumas estratégias que você pode aprender para gerenciar seu dinheiro da maneira certa. Ter um bom plano de gerenciamento de dinheiro pode ser a luz no fim do túnel para pessoas que tentam colocar sua vida financeira em ordem. Estes são os primeiros passos na gestão eficaz do dinheiro.

1. Crie um orçamento

Começando do início: crie um orçamento se ainda não o fez. Criar e aderir a um orçamento pode parecer um pouco difícil de alcançar no começo, mas vale a pena no final. Ele nos ajuda a ver com clareza e transparência total a nossa situação financeira e é o primeiro passo para nos ajudar a pagar as dívidas e começar a poupar para despesas futuras, como um financiamento, um carro ou sua aposentadoria.

2. Entenda suas despesas

Muitas pessoas não sabem o valor total das despesas que geram em determinado mês. Este é um problema, mas há uma solução fácil para isso. Acompanhe por um mês todas as suas despesas. Pegue todos os seus recibos (mantimentos, contas de restaurante, utilidades etc.), examine seus extratos bancários e some todas as suas despesas. Lembre-se de controlar as despesas pagas em dinheiro, bem como cartões de crédito.

A ideia é ter todas os seus gastos contabilizados para obter um valor total. Isso permitirá que você veja a imagem como um todo e saiba como gerenciar suas despesas daqui para frente. Você poderá comparar seu desempenho ao longo do tempo e identificar aquelas despesas supérfluas, que podem ser cortadas.

3. Entenda sua renda

Esta é a diferença entre receitas e despesas: a maioria das pessoas conhece sua renda mensal total, mas tem menos conhecimento de suas despesas. No entanto, o objetivo é descobrir suas despesas totais e subtrair isso da receita total do mês em questão.

Se você acabar com um número negativo, isso significa que você gastou mais do que você ganhou. Reduza seus gastos e despesas até que o total atinja zero. Se você acabar com um número positivo, significa que você gastou menos do que você ganhou. Nesse caso, você poderia aumentar suas economias.

4. Consolide sua dívida

Ninguém gosta de dívidas e a maioria das pessoas que precisam de ajuda para administrar seu dinheiro geralmente tem problemas com elas. A primeira coisa a fazer é controlar a dívida e trabalhar para se livrar dela. Se você tiver dívidas de cartão de crédito, empréstimos estudantis ou outras, procure consolidá-las em uma só e tentar obter a menor taxa de juros possível.

Se você tiver apenas uma única dívida de cartão de crédito e estiver com um orçamento apertado, tente pagar pelo menos o valor mínimo assim que receber a fatura. Então, se suas finanças permitirem, e você encontrar mais algum dinheiro, tente fazer o mesmo pagamento algumas semanas depois. Mantenha esse ciclo de pagamento até que sua dívida seja totalmente liquidada.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247