Estatais disparam com nova pesquisa Datafolha

Mostra apontando queda de 3 pontos da presidente Dilma Rousseff, de 37% para 34%, faz Ibovespa subir 3% nesta sexta-feira; Petrobras dispara a mais de 6%; outras estatais, como Banco do Brasil (+5,22%) e Eletrobras (+5,50%, do papel ELET3, e +4,57%, do papel ELET6) também registram forte alta na Bolsa de Valores de São Paulo; apesar da queda de Dilma, levantamento mostrou, em contrapartida, que os principais adversários da pré-candidata do PT não cresceram: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) tiveram variação negativa, de 20% a 19% e de 11% a 7%, respectivamente; cenário, porém, está mais apertado para um segundo turno com o tucano

Mostra apontando queda de 3 pontos da presidente Dilma Rousseff, de 37% para 34%, faz Ibovespa subir 3% nesta sexta-feira; Petrobras dispara a mais de 6%; outras estatais, como Banco do Brasil (+5,22%) e Eletrobras (+5,50%, do papel ELET3, e +4,57%, do papel ELET6) também registram forte alta na Bolsa de Valores de São Paulo; apesar da queda de Dilma, levantamento mostrou, em contrapartida, que os principais adversários da pré-candidata do PT não cresceram: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) tiveram variação negativa, de 20% a 19% e de 11% a 7%, respectivamente; cenário, porém, está mais apertado para um segundo turno com o tucano
Mostra apontando queda de 3 pontos da presidente Dilma Rousseff, de 37% para 34%, faz Ibovespa subir 3% nesta sexta-feira; Petrobras dispara a mais de 6%; outras estatais, como Banco do Brasil (+5,22%) e Eletrobras (+5,50%, do papel ELET3, e +4,57%, do papel ELET6) também registram forte alta na Bolsa de Valores de São Paulo; apesar da queda de Dilma, levantamento mostrou, em contrapartida, que os principais adversários da pré-candidata do PT não cresceram: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) tiveram variação negativa, de 20% a 19% e de 11% a 7%, respectivamente; cenário, porém, está mais apertado para um segundo turno com o tucano (Foto: Gisele Federicce)

Por Lara Rizério

SÃO PAULO - O Ibovespa ignora os dados de inflação no Brasil e o de emprego nos EUA e tem uma forte disparada, em meio a pesquisa Datafolha divulgada na manhã desta sexta-feira que, apesar de não mostrar só uma queda da Dilma Rousseff na pesquisa eleitoral como também de Aécio e Campos, mostrou uma outra péssima notícia para a atual presidente.

Nas simulações de segundo turno, Dilma venceria Aécio por 46% a 38% – diferença que foi de 54% a 27% em fevereiro, o que mostra um forte estreitamento nas intenções de voto e um pleito ainda mais dividido. Após abrir com ganhos de cerca de 2%, o índice registra, às 10h16 (horário de Brasília), disparada de 3,03%, a 53.120 pontos. As ações PN da Petrobras (PETR3;PETR4) abriram com alta de 6,37%, a R$ 17,35, enquanto as ordinárias registram alta de 5,81%, a R$ 16,38. Outras estatais, - Banco de Brasil (BBAS3, R$ 24,38, +5,22%) e Eletrobras (ELET3, R$ 6,90, +5,50%; ELET6, R$ 10,30, +4,57%) disparam na Bolsa.

Com as ações de outras blue chips abrindo, o índice ganhou forças ainda maiores, como é o caso de bancos. Bradesco (BBDC4), por exemplo, tem fortes altas de mais de 4%, enquanto os ativos do Itaú Unibanco (ITUB4) sobem 3,67%, a R$ 32,58. As ações da mineradora Vale (VALE3, R$ 29,33, +1,91%; VALE5, R$ 26,09, +1,44%) sobem entre 1,4% e 2% e puxam o índice para cima.

Vale ressaltar que, quando as pesquisas mostram maiores chances de Dilma não ser reeleita, o mercado responde positivamente, já que não aprova as intervenções da atual presidente no mercado e vê os outros candidatos como mais amigáveis aos investidores. Nenhuma ação registra queda nesta sessão: a Cesp (CESP6), que abriu com perdas de cerca de 1%, opera em leve alta.

Em meio a menor aversão ao risco do mercado nesta sessão, o dólar registra queda de 0,61%, a R$ 2,247 na venda, enquanto as taxas dos contratos de juros futuros também tem baixa: o com vencimento em janeiro de 2017 tem perdas de 0,52 pontos percentuais, a 11,59%.

Emprego nos EUA e IPCA do Brasil no radar econômico No noticiário econômico internacional, os EUA chamam a atenção, com a divulgação dos dados de emprego. O país criou 217 mil vagas de emprego em maio, levemente abaixo da expectativa de 220 mil. Enquanto isso, a taxa de desemprego foi para 6,3%.

Ainda chama a atenção o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que registrou alta de 0,46% em maio, ante variação positiva de 0,67% em abril. O resultado veio acima da mediana das projeções compiladas pela LCA, que esperava inflação de 0,45%.

JBS e Ecorodovias No noticiário corporativo nacional, a Pilgrim's Pride, controlada pela JBS (JBSS3), alinhou uma série de bancos para financiar a oferta pela Hillshire Brands, segundo informações da Foha de S. Paulo. As conversas ocorrem depois que a Tyson Foods elevou o preço da sua proposta pela empresa americana. A Pilgrim's tem trabalhado com instituições financeiras como Barclays, Bank of Montreal, Rabobank e Wells Fargo para financiar sua oferta, disseram fontes ao jornal. As ações da companhia sobem 2,71%, a R$ 7,59%.

Enquanto isso, o conselho da Ecorodovias (ECOR3) aprovou nesta noite o 4º Programa de Recompra de Ações da companhia, que terá início em 06 de junho de 2014 e término em 05 de junho de 2015. Segundo o comunicado, serão adquiridas até 2,4 milhões das 199.611.859 ações em circulação da companhia. As ações da companhia sobem 3,03%, a R$ 15,28.

Europa e Ásia As bolsas europeias registram leve alta nesta sexta-feira, ainda digerindo a decisão do BCE (Banco Central Europeu) de cortar suas principais taxas para combater o risco de deflação na região. Já na Ásia, as bolsas fecharam o último dia de negócios na semana em queda, com investidores cautelosos à espera da divulgação de dados de emprego nos EUA ainda nesta sexta-feira.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247