Esteves tem versão negada por Delcídio e será denunciado

Um dia depois de afirmar que se encontrou com o senador Delcídio Amaral (PT-MS) para debater a CPMF e cenários econômicos, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, viu a tese ruir; ao depor na Polícia Federal, Delcídio disse que o tema dos encontros foi a situação Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras; preso em Bangu 8, Esteves deverá ser denunciado até amanhã, no Supremo Tribunal Federal, quando vence sua prisão temporária, que poderá ser convertida em preventiva; sócios já estudam comprar sua participação no banco para evitar onda de saques

Um dia depois de afirmar que se encontrou com o senador Delcídio Amaral (PT-MS) para debater a CPMF e cenários econômicos, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, viu a tese ruir; ao depor na Polícia Federal, Delcídio disse que o tema dos encontros foi a situação Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras; preso em Bangu 8, Esteves deverá ser denunciado até amanhã, no Supremo Tribunal Federal, quando vence sua prisão temporária, que poderá ser convertida em preventiva; sócios já estudam comprar sua participação no banco para evitar onda de saques
Um dia depois de afirmar que se encontrou com o senador Delcídio Amaral (PT-MS) para debater a CPMF e cenários econômicos, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, viu a tese ruir; ao depor na Polícia Federal, Delcídio disse que o tema dos encontros foi a situação Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras; preso em Bangu 8, Esteves deverá ser denunciado até amanhã, no Supremo Tribunal Federal, quando vence sua prisão temporária, que poderá ser convertida em preventiva; sócios já estudam comprar sua participação no banco para evitar onda de saques (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Um dia depois de afirmar que se encontrou com o senador Delcídio Amaral (PT-MS) para debater a CPMF e cenários econômicos, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, viu a tese ruir.

Ao depor na Polícia Federal, Delcídio disse que o tema dos encontros foi a situação Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras.

Gravado por Bernardo Cerveró, filho de Nestor, Delcídio prometia ajudar a famíila do ex-diretor da Petrobras com recursos do BTG Pactual – Esteves, segundo a conversa, receava ser denunciado pelo pagamento de propinas em contratos ligados à BR Distribuidora.

Preso em Bangu 8, Esteves deverá ser denunciado até amanhã, no Supremo Tribunal Federal, quando vence sua prisão temporária, que poderá ser convertida em preventiva. Seu advogado, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, argumenta, que não há mais sentido na prisão temporária, uma vez que ele já prestou depoimento.

No BTG Pactual, seus sócios já estudam comprar sua participação acionária para evitar uma onda de saques de clientes amedrontados com a situação.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247