Estudo da Fazenda projeta recessão também em 2017

No dia em que o IBGE divulgou que o PIB de 2016 sofreu uma queda de 3,6%, aumentando para 7,2% a redução da economia em dois anos, na pior recessão da história, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tentou vender esperança; disse que o resultado é "reflexo do retrovisor"; ministro da Fazenda tem em mãos, entretanto, um estudo reservado que mostra que o PIB cairá também em 2017, pelo terceiro ano consecutivo; estimativa do governo é de que a economia recuará 1,1%

No dia em que o IBGE divulgou que o PIB de 2016 sofreu uma queda de 3,6%, aumentando para 7,2% a redução da economia em dois anos, na pior recessão da história, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tentou vender esperança; disse que o resultado é "reflexo do retrovisor"; ministro da Fazenda tem em mãos, entretanto, um estudo reservado que mostra que o PIB cairá também em 2017, pelo terceiro ano consecutivo; estimativa do governo é de que a economia recuará 1,1%
No dia em que o IBGE divulgou que o PIB de 2016 sofreu uma queda de 3,6%, aumentando para 7,2% a redução da economia em dois anos, na pior recessão da história, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tentou vender esperança; disse que o resultado é "reflexo do retrovisor"; ministro da Fazenda tem em mãos, entretanto, um estudo reservado que mostra que o PIB cairá também em 2017, pelo terceiro ano consecutivo; estimativa do governo é de que a economia recuará 1,1% (Foto: Aquiles Lins)

247 - No dia em que o IBGE divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) de 2016 sofreu uma queda de 3,6%, aumentando para 7,2% a redução do PIB em dois anos e jogando o Brasil na pior recessão de sua história, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tentou vender esperança. 

Disse que o resultado é "reflexo do retrovisor" e que a economia do País já demonstra sinais de que voltará a crescer neste ano (leia aqui).

A realidade que se mostra ao Brasil, e a Meirelles, entretanto, não é claramente esta. 

O ministro da Fazenda tem em mãos um estudo reservado que mostra que o PIB cairá também em 2017, pelo terceiro ano consecutivo. A estimativa do governo é de que a economia recuará 1,1%. Informação foi divulgada pelo Poder 360.

A projeção do mercado financeiro é que 2017 termine com crescimento pífio de cerca de 0,49%. O Planalto reza para que as expectativas ajudem a mudar o ambiente. A meta atual sequer é fazer o Brasil ter 1 PIB positivo neste ano, mas uma retração menor do que 1%.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247